Srngaravata e Templo de Sri Radha Damodara

Sri Gauravani Gaudiya Matha
9 de outubro de 2014
As Glórias de Srila Narottama Dasa Thakura
13 de outubro de 2014

Srngaravata e Templo de Sri Radha Damodara

No Vraja-mandala Parikrama 2014, a peregrinação anual que acontece em Vrindavana, foram visitados alguns locais sagrados por devotos e peregrinos. Apresentamos aqui alguns desses lugares, onde Sri Sri Radha Krsna e seus associados, bem como os Gosvamis, viveram doces passatempos amorosos.

Srngarvata

Srngaravata

Srngaravata

Este local fica ao leste da Imlitala (em direção ao Kesi-ghata), nas margens do Yamuna. Enquanto pastoreava as vacas, Subala e os outros sakhas decoraram alegremente Krsna aqui, com diversas cores e ornamentos. A fim de quebrar o mana de Srimati Radhika, Sri Krsna A decorou com encantadores enfeites feitos de flores que Ele pessoalmente colhera. Este passatempo é maravilhosamente descrito no Srimad Bhagavatam.

Krsna estava decorando Srimati Radhika, quando Ele ouviu as vozes das gopis por perto. Krsna pediu à Srimatiji para rapidamente deixarem o local, mas Ela refutou, com a desculpa de estar cansada. Syamasundara então se abaixou e pediu à Ela para sentar-se em seus ombros, mas assim que Ela ia fazer isso, Ele desapareceu. Angustiada em separação, Sirimatiji desmaiou, lamentando:

ha natha ramana prestha kvasi kvasi maha-bhuja
dasyas te krpanaya me sakhe darsaya sannidhim

Srimad Bhagavatam (10.30.39)

Pintura de Sri Krsna decorando Srimati Radhika, em Srngaravata

Pintura de Sri Krsna decorando Srimati Radhika, em Srngaravata

“Oh Mestre, Meu amado, Meu mais querido, onde está você? Onde está você? Por favor, Oh pessoa de armas poderosas, Oh amigo, mostre-se para essa Sua serva infeliz.”

Quando as sakhis encontraram Srimati Radhika acabada por conta da separação, elas A consolaram e levaram para às margens do rio Yamuna.

O seguinte passatempo também ocorreu aqui. Enquanto perambulava por Vraja-mandala, Sriman Nityananda Prabhu permaneceu próximo a Sringaravata por poucos dias. Ele estava sempre absorto no humor de Sri Baladeva. Às vezes, Ele ficava plenamente absorto, como um avadhuta. Abraçando o pescoço das vacas, Ele chorava e perguntava à elas: “Você viu Kanhaiya? Onde Ele está?” Às vezes Ele abraçava os vaqueiros e perguntava a Eles com lágrimas nos olhos: “Onde está Kanhaiya?” Certa vez, Ele ouviu uma voz aérea anunciar: “Seu Kanhaiya como Sacinandana Gaurahari está em Nadiya, e está esperando por você!”

Sringaravata é também conhecida como Nityanandavata porque Nityananda Prabhu morou lá. As Deidades que presidem o templo são Sri Nitai Goura e Sri Radha Krsna. Próximo ao templo sob uma antiga árvore de figueira está a única figura na qual Sri Krsna está decorando Srimati Radhika.

 

Templo Sri Radha-Damodara 

Murti de Srila Rupa Gosvami em seu samadhi-mandir, no templo Sri Radha Damodara

Murti de Srila Rupa Gosvami em seu samadhi-mandir, no templo Sri Radha Damodara

Este templo está situado dentro da área do Seva-kunja. Sri Rupa Gosvami costumava viver aqui em seu bhajana-kutira. Os Gosvamis e devotos contemporâneos se encontravam aqui para istagosthis e, nesses encontros entre Vaisnavas, Sri Raghunatha Bhatta elucidava o Srimad Bhagavatam em sua voz melodiosa! Sri Rupa Gosvami compilou o Sri Bhakti- rasamrta-sindhu, Ujjvala-nilamani e outros textos sagrados de Bhakti neste local. O jovem Sri Jiva Gosvami fazia todos os tipos de serviço a Sri Rupa Gosvami, que pessoalmente manifestou a Deidade de Sri Radha-Damodara com Suas próprias mãos e ofereceu o serviço de adoração a Sri Jiva. De acordo com o livro Seva-prakatya, Sri Radha-Damodara foi instalada em samvat 1599 (1543 AD) no mês de Magha (Janeiro/ Fevereiro), em Sukla-dasami.

Murti de Srila Jiva Gosvami em seu samadhi-mandir no Templo Sri Radha Damodara

Murti de Srila Jiva Gosvami em seu samadhi-mandir no Templo Sri Radha Damodara

A original Sri Radha-Damodara está agora em Jaipura, e Suas pratibhu- vigrahas, que são tão potentes quanto as Deidades originais, estão agora em Vrindavana. No altar junto à Elas, estão Sri Vrindavana-candra, Sri Chailacikaniya, Sri Radha-Madhava, e outras.

Os samadhis de Sri Jiva Gosvami e Sri Krsnadasa Kaviraja Gosvami estão atrás do templo, e ao norte do templo estão o samadhi e bhajana-kutira de Sri Rupa Gosvami. Junto a este, está o samadhi de Sri Bugarbha Gosvami.

Sanatana Gosvami costumava fazer Parikrama de Govardhana diariamente. Em sua idade avançada, quando ele se tornou incapaz de fazer o Parikrama, Krsna veio como um menino, e deu a Ele uma Govardhana-sila. Ele instrui a Sanatana Gosvami para fazer o Parikrama desta sila, ao invés do outro. Nesta sila, estão impressas as pegadas de Krsna,  Sua flauta, e a patinha de uma vaca. Sanatana Gosvami trouxe esta sila para Vrindavana e circungirava-a diariamente. Após o seu desaparecimento, Sri Jiva Gosvamiinstalou a sila no templo de Sri Radha-Damodara e começou a adorá-la. O Darsana desta sila está disponível sob pedidos especiais.

Samadhis dos Gosvamis no templo Sri Radha damodara

Samadhis dos Gosvamis no templo Sri Radha Damodara

Sri Vraja-mandala Parikrama
Srila Narayana Gosvami Maharaja

Gaura Premanande! Haribol!

Deidades Sri Sri Radha Damodara, Sri Vrindavana-candra, Sri Chailacikaniya, Sri Radha-Madhava, e outras, em Vrindavana

Deidades Sri Sri Radha Damodara, Sri Vrindavana-candra, Sri Chailacikaniya, Sri Radha-Madhava, e outras, em Vrindavana