Vaisnava-Aparadha

Calendário Vaisnava- Janeiro/ Fevereiro 2015
25 de janeiro de 2015
Madhvacarya
28 de janeiro de 2015

Vaisnava-Aparadha

Em homenagem ao dia do aparecimento de Sri Advaita Acarya, o tão íntimo e querido associado de Sri Caitanya Mahaprabhu (que O trouxe para este mundo ao clamar bem alto seu nome), apresentamos com imensa satisfação, trechos de uma bela aula dada por Srila Narayana Gosvami Maharaja, dada no Havai no ano de 2007, em glorificação a este grande santo Vaisnava.

 

Sri Advaita Acarya

Sri Advaita Acarya

Advaita Acarya vivia em Santipura, na Bengala Ocidental, mas também tinha uma residência em Navadvipa, perto da casa de Srivasa Acarya (Srivasa-angana). Ele morava em Santipura, mas periodicamente Ele vinha a Navadvipa, onde ensinava sânscrito em uma escola.

Sri Visvarupa Prabhu, o irmão mais velho de Sri Caitanya Mahaprabhu, costumava estudar naquela escola de sânscrito. Depois de certo tempo, Visvarupa tornou-se renunciado. Ele saiu de sua casa e se tornou um sannyasi. Mãe Saci-devi ficou muito chateada por causa disso, pensando que a  associação de Advaita Acarya com seu filho havia o influenciado a assumir a ordem de renúncia. Ela criticou Advaita Acharya, dizendo: “O nome dele é ‘Advaita’, que significa ‘não-dual’, mas em verdade ele não é ‘advaita’, e sim ‘dvaita’, que significa dualidade ou duplicidade, porque ele ensinava meu filho e, logo após, este se tornou um renunciado. “

Após  algum tempo, quando Sri Caitanya Mahaprabhu visitou a casa de Srivasa Thakura (Srivasa Angana), Ele manifestou sata-prahariya-bhava, ou no humor de que “Eu sou Visnu”. Naquela época, ele dava bênçãos a todos os presentes, dizendo: “Que você seja abençoado com prema!” E de imediato, todos começavam a dançar, cantar e chorar.

Então, os devotos lhe pediram: “Por favor, dê a benção de prema à sua mãe.”

Sri Caitanya Mahaprabhu respondeu: “Eu não posso dar prema à ela. Ela cometeu uma ofensa aos pés de lótus de Advaita Acharya. Ela deve pedir desculpas a ele, e só então eu lhe darei esta benção. “

Certa vez, Mãe Saci foi a Santipura e pediu desculpas a Advaita Acharya, que imediatamente ofereceu reverências a ela. Ele colocou sua cabeça em seus pés de lótus e disse: “Oh Mãe, você não cometeu nenhuma ofensa, e se houve alguma, eu a perdoo.”

Logo após, Mãe Saci retornou a Caitanya Mahaprabhu, e Ele facilmente lhe concedeu prema. *

Mãe Saci e a Partida de Seu Filho

* Quando a dor alucinante dos primeiros dias da partida de seu filho Visvarupa havia diminuído para um desalento desanimador, Mãe Saci calmamente pensou: “Advaita Acarya, devido à associação com meu filho, deve ter o influenciado a  aderir a ordem de vida renunciada . “

Mãe Saci nunca falava o que pensava em voz alta, tendo cuidado em não cometer vaisnava-aparadha, sofrendo em silêncio o seu triste destino. Gradualmente, ela começou a encontrar algum consolo em Visvambhara (Caitanya Mahaprabhu). Ele parecia compreender o sofrimento de Sua mãe, e fazia de tudo para dar-lhe alegria, preenchendo lentamente o vazio que Visvarupa havia deixado.

Com o passar do tempo, Visvambhara cresceu e se tronou um jovem, começando a passar mais tempo na companhia de Advaita Acarya. Visvambhara ficava pouco tempo em casa com sua jovem e paciente esposa Lakshmipriya, mas passava horas na casa de Advaita. Mãe Saci teve a triste realização de que seu filho dificilmente ficava em casa, mas era frequentemente visto na casa de Advaita. Ela começou a pensar: “Advaita Acarya também levará este filho para longe de mim.”

Tomada pelo desespero e angústia, Mãe Saci explodiu, exclamando: “Para o mundo, ele pode ser conhecido como ‘Advaita ‘, não-dual, mas para mim ele é ‘Dvaita’, cheio de duplicidade. Ele já levou o meu primeiro filho, tão brilhante como a lua, e agora ele não deixará  meu mais novo em paz. Eu sou uma mãe desamparada, mas ninguém tem pena de mim. Este Advaita me enganou. “

Isso é tudo o que Mãe Saci havia dito. Supõe-se ser isto tão ofensivo, a ponto do Senhor considerá-la inadequada para prestar serviço devocional ao Senhor Supremo.

Algumas pessoas cometem a grave tolice, pela qual em breve haverão de sofrer, de tentar comparar Vaisnavas, considerando um Vaisnava maior que o outro. Sri Caitanya fez de Sua própria mãe um instrumento para ensinar a todos como evitar e se livrar de vaisnava-aparadha. Se alguém não for estritamente cuidadoso com as advertências e ensinamentos de Sri Caitanya Mahaprabhu sobre vaisnava-aparadha (ofensas ao vaisnavas), então esta pessoa permanecerá na completa ignorância sobre tal ofensa, e portanto sofrerá  as terríveis conseqüências. Neste contexto, poucas palavras podem ser ditas sobre porque o Senhor Caitanya revelou este passatempo. O Senhor Caitanya, o Senhor Supremo, é o conhecedor do passado, presente e futuro. Ele previu que algumas pessoas mal-intencionados tentariam usar essa situação de forma egoísta, para seu próprio benefício .

Equivocadamente, eles proclamarão que Advaita Acarya é o Supremo Senhor Krisna, violando assim as instruções dos Vaisnavas puros e cometendo graves ofensas. Esses canalhas protestarão contra aqueles que declaram ser Advaita um ‘devoto puro, um Vaisnava’. Embora afirmem ser seguidores de Advaita Acharya, ninguém os salvará das garras da destruição iminente, nem mesmo o próprio Advaita Acarya.

“Sri Caitanya viu que isso aconteceria no futuro próximo, por isso Ele puniu Sua própria mãe, na presença de exaltados Vaisnavas como Advaita Acarya. Se um discípulo comete vaisnava-aparadha, mesmo o mestre espiritual não pode protegê-lo contra a ira do Senhor.” (Caitanya Bhagavata, Madhya-khanda, Capítulo 22)]

 

Jay Sri Advaita Acarya ki! Jay!!!