As Glórias de Jahnava Devi

Krsna Dourado
26 de abril de 2015
Sita Devi
28 de abril de 2015

As Glórias de Jahnava Devi

Dandavat Pranamas! Todas as glórias a Sri Sri Guru e Gauranga! Em 2017, 04 de maio, é o dia do divino aparecimento de Jahnava Devi, a esposa, a sakti de Nityananda Prabhu. É com muita alegria que apresentamos esta biografia escrita por Srila Bhakti Ballabha Tirtha Gosvami Maharaja, irmão espiritual de Srila Bhaktivedanta Narayana Gosvami Maharaja.

Srimati Jahnavi Devi

Srimati Jahnavi Devi

Sem a misericórdia da energia, da sakti de Nityananda Prabhu, Srimati Jahnava Devi, ninguém é capaz de atravessar o oceano da vida material, obter o serviço a Nityananda Prabhu e nem oferecer serviço amoroso ao adorável Gaurahari (Caitanya Mahaprabhu) e a Radha Krsna. Bhaktivinoda Thakura escreveu em seu Kalyana-kalpa-taru:

“O Jahnavi Devi! Seja misericordiosa com este Seu servo e liberta-me da dor! Me conceda um lugar no barco dos Teus pés de lótus, para que eu tenha a certeza de que atravessarei esse oceano de nascimentos e mortes. Você é a energia de Nityananda, você é a devoção a Krsna e ao meu guru. Por favor, conceda a este servo a árvore dos desejos dos teus pés de lótus! Quão numerosas são as almas caídas que você salvou, por isso esse mendigo caído busca um lugar aos teus pés”.

Virabhadra Gosvami foi inundado com a misericórdia de Jahnavi Devi, e se tornou seu discípulo direto e recebeu iniciação. Nityananda Das escreve em seu Prema Vilasa que, quando Virabhadra (filho de Vausda e sobrinho de Jahnava)  viu Jahnava em sua forma de quatro braços, sua mente se transformou e ele decidiu aceitá-la como sua diksa-guru.

O Casamento de Jahnava com Nityananda Prabhu

“As esposas de Balarama, Varuni e Revati, tornaram-se Vasudha e Jahnavi, as duas esposas de Nityananda Prabhu na Caitanya-lila. Ambas eram filhas de Surya Das, que era tão resplandecente quanto o sol. Ele foi Kakudman, o pai da Revati, em seu nascimento anterior. De acordo com outra opinião, Jahnava era a encarnação de Ananga Manjari. Ambas as opiniões são possíveis, pois sabemos que mais de uma identidade podem estar reunidas nos associados de Caitanya Mahaprabhu.” (Gaura-ganodeddesa-dipika 65-6)

Um certo Kayastha chamado Krishna Das,filho de Harihoria de Bariagachi de uma aldeia perto Shaligrama, assumiu a responsabilidade por buscar uma esposa para Nityananda Prabhu. Um certo brâmane idoso de Shaligrama viu que Surya Das estava preocupado em encontrar um marido adequado para as suas duas filhas e fez a seguinte sugestão: “Na aldeia de Ekachakra em Radhadesha existe um casal chamado Hadai Pandita e Padmavati Devi. Eles foram Vasudeva e Rohini em suas vidas anteriores na Krisna -lila . Balarama se manifestou como seu filho, Nityananda . Nitai viajou por todos os locais de peregrinação e executou muitas austeridades, vindo a tornar-se um grande erudito antes de vir para Navadvipa e o mais querido associado de Caitanya Mahaprabhu. Ele é o marido eterno de suas duas filhas.”

Em um sonho, Surya Das também teve uma visão de Nityananda como Balarama, com Vasudha e Jahnava do Seu lado esquerdo e direito respectivamente, em suas formas de Revati e Varuni. Quando Surya Das levou o conselho do brâmane a sério e ofereceu as duas meninas aos pés de lótus de Nityananda, Nityananda Prabhu misericordiosamente deu a ele a mesma visão diretamente. Surya Das desmaiou em êxtase.

“Ele viu Vasudha e Jahnava como Varuni e Revati, cujas formas eram mais refulgentes que montanhas de ouro e kunkum . Permanecendo à esquerda e à direita de Balarama, Elas foram decoradas com joias encantadoras e enfeitadas com belas roupas finas e coloridas. Nityananda revelou esta magnificência ao seu devoto , a fim de dar-lhe felicidade, e Surya Das esqueceu completamente de si mesmo em seu profundo êxtase.” ( Bhakti- ratnakara 12,3908-10 )

As Viajens de Jahnava

Radha-kunda, local de bhajana de Jahnavi Devi

Radha-kunda, local de bhajana de Jahnavi Devi

Jahnava estava presente quando Narottama Das Thakura fez a grande instalação das deidades no festival da aldeia de Kethuri, no auspicioso aparecimento de Sri Caitanya Mahaprabhu. Na verdade, a instalação das deidades ocorreram sob a orientação dela. Ela também supervisionou e participou da cozinha na primeira oferenda das deidades, que Ela fez pessoalmente. Ela própria então serviu a prasada para a assembléia de mahantas.

Cedo pela manhã, Jahnavi tomou seu banho e cantou seus mantras em meditação. Ela começou a cozinhar inumeráveis preparações de vegetais com grande entusiasmo! (Bhakti-ratnakara 10.686-7)

Todos os associados pessoais de Caitanya Mahaprabhu da bengala estavam muitos felizes em ver Narottama das Thakura. Jahnava Devi, a filha de Surya Pandita e esposa de Nityananda Prabhu, adorada pelo universo inteiro e perita na distribuição da pérola de prema, estava em deleite ao ouvir o nome de Narottama. A alegria dela era imensa aos observar sua renúncia e raro amor por Krsna. Jahnava misericordiosamente veio para Kheturi, fazendo todos felizes por estar presente e dando seu darsana para todos. Como pode uma pessoa tão caída como eu descrever plenamente a natureza compassiva de Jahnavi devi? (Bhakti-ratnakara 1.429-34)

As viagens de Jahnava Devi são descritas no décimo primeiro Taranga de Bhakti- Ratnakara. Enquanto viajava de Kheturi para Vraja, Jahnavi parou em uma aldeia próspera , onde ela concedeu liberação a alguns ateístas descrentes e criminosos, e concedeu Krisna -prema a eles. Quando ela chegou em Vrindavana, viu o samadhi de Gauri Das Pandit que a fez verter lágrimas. Quando estava em Vrindavana, os líderes da comunidade Vaisnava como Jiva Gosvami, Gopal Bhatta Gosvami, Lokanatha Gosvami, Bhugarbha Gosvami, Madhu Pandita, e assim por diante, todos vinham lhe oferecer respeitosas reverências. Na companhia desses Vaisnavas, Ela visitou os principais templos de Vrindavana: Madana Mohana , Govinda e Gopinatha – antes de ir para o Radha- Kunda . Quando chegou lá, Ela conheceu Raghunatha Das Gosvami, que se ocupava no cantar constante dos Santos Nomes, e cujo corpo estava enfraquecido por conta de severas austeridades.

Bhajana-kutira de Jahnavi Devi no Radha- Kunda

Bhajana-kutira de Jahnavi Devi no Radha- Kunda

Jahnava permanecia no Radha-Kunda praticando seu bhajana. Ela ouvia o som da flauta de Krsna enquanto permanecia às margens do rio, e tinha visões de Sri Krsna que a esmagava com ondas de amor divino! O Ghata onde Jahnava banhava-se e tinha visões é hoje conhecido como Sri Jahnava Ghata, e está localizado no Radha-Kunda. Ela fazia o parikrama de Vraja-mandala na companhia dos Vaisnavas, e durante este parikrama frequentava as aulas de Srila Jiva Gosvami sobre o Brhad-Bhagavatamrita.

Após sua visita à Vraja , Jahnava voltou a Gauda – desha onde visitou várias aldeias. Ela passou de três a quatro dias em Kheturi (casa de Narottama Das), algum tempo em Budhuri (a casa de Ramacandra Kaviraja no distrito de Murshidabad), visitou o local de nascimento de Nityananda em Ekachakra (Birbhum), foi a Katwa (onde Mahaprabhu recebeu sannyasa e onde conheceu Yadunandana Acharya), Jajigrama  (aldeia natal de Srinivasa Acarya ), Shrikhanda ( a casa de Raghunandana Thakura, filho de Narahari Sarkara Thakura), Navadvipa , Ambika , Saptagram (onde visitou a casa de Uddharana Datta), antes de finalmente retornar ao Khardaha . Quando chegou lá, contou toda história de sua viagem à Vasudha e Virabhadra Gosvami.

Pela misericórdia de Jahnava Devi, o querido associado de Nityananda, Parameshvari Das Thakura teve a grande sorte de ver Gopinata junto à Radharani em Vrindavana. Quando voltou para Khardaha e contou o que tinha visto a Jahnava e Vasudha , Jahnava  ficou saturada com vários tipos de êxtases amorosos. Ela o instruiu a ir imediatamente para a aldeia de Satpur e instalar Deidades de Radha e Gopinatha lá.

Jahnava Devi organozou o casamento de Virabhadra com as duas filhas de Yadunandana Acharya: Srimati e Narayani, ambas as quais se tornaram discípulas de Jahnava .

A Shakti de Nityananda , Srimati Jahnava Devi, desapareceu no tithi shukla navami de Vaishakha.

Jay Jahnava Devi ki! Jay!!!