Hera Pancami

Ratha Yatra 2015
22 de julho de 2015
Krsna nunca sai de Vrindavana
25 de julho de 2015

Hera Pancami

3

“No quinto dia do Ratha Yatra, o Festival das Carruagens, Laksmi Devi estando bem preocupada, se questiona: ‘Onde foi meu marido? Antes de sair, ele me disse: Preciso espairecer por alguns dias. Voltarei em breve.’ Já se passaram cinco dias e nada.” Incapaz de suportar tal situação e bastante irritada, Laksmi Devi ordena suas companheiras como quem lutará com o inimigo: ‘Peguem suas armas!’ Como comandante-chefe do exército, ela sai em busca de seu marido. Este é o significado de Hera-Pancami.”

 

 

“Krsna vive com milhares de rainhas em Dvaraka, mas, às vezes, suas recordações de Vrindavana são tão intensas que o fazem perder o controle! Nessa hora, Ele diz às suas rainhas, representadas por Laksmi Devi: ‘Estou me sentindo mal. Quero ir a algum local para espairecer.’ Porém, Jagannatha está fingindo. Na verdade Ele está a caminho de Vrindavana, mas não revela isso à sua esposa Laksmi Devi. Ela responde: ‘Pode ir, mas não vá sozinho, e volte logo.’ Jagannatha responde: “Tudo bem, irei acompanhado.’ Subhadra, irmã de Baladeva, sente grande carinho pelas gopis. Os dois irmãos acompanham Jaganatha de carruagem até o templo de Gundica, que representa Vrindavana. O propósito da viajem é o encontro com os gopas, as gopis, Nanda Baba (seu pai) e os demais companheiros de Vraja. Primeiro Ele vai a Nanda-bhavana para rever seus pais, deixando Baladeva e Subhadra em Nandagaon, e logo após se dirige sozinho para Vrindavana, onde anseia se encontrar com as gopis.”

Srila Bhaktivedanta Narayana Gosvami Maharaja

Jay Hera Pancami ki!
Jay Jagannatha deva ki! Jay!!!