Dana-ghati, Surabhi-kunda e Govinda-Kunda

Bahulavana, Candra Sarovara e Paitha-grama
9 de novembro de 2015
Vraja-Mandala Parikrama 2015: Manasi Ganga
11 de novembro de 2015

Dana-ghati, Surabhi-kunda e Govinda-Kunda

Dana-ghati

Dana-ghati

Dana-ghati

Dana-ghati

Dana-ghati

“Certa vez, nas margens do Govinda-kunda, Sri Bhaguri Rsi estava realizando um sacrifício para o prazer do Supremo Senhor. Os vaqueirinhos e vaqueirinhas estavam trazendo os ingredientes necessários para o sacrifício de locais distantes. Do outro lado do Dana-ghati, Srimati Radhika e Suas sakhis estavam trazendo também iogurte, leite, manteiga e diversos tipos de doces feitos com leite, tais como rabadi. Sri Krsna, junto com Seus amigos Subal, Madhumangala e outros sakhas, impediram o caminho delas, forçando-as a pagar um pedagio, quando então os sakhas e as Gopis começaram a trocar insultos…”

“Não obstante, Sri Krsna estava determinado a coletar as taxas. Após essa briga de amor, as Gopis pagaram pedagios de prema, amor puro, em Dana-nivartana-kunda, a alguma distância de Dana-ghati.”

Surabhi-kunda

Surabhi-kunda

Surabhi-kunda

 

Surabhi-kunda

Surabhi-kunda

“Surabhi-kunda é preenchido por uma água doce e pura, e fica do lado direito no caminho do parikrama, um pouco mais adiante da caverna de Raghava Pandita. Pelo pedido de Indra, Surabhi banhou Sri Govinda no Govinda-Kunda com o leite de seu ubere. Mais tarde, movida por um forte desejo de ter o darsana dos passatempos de pastoreio de Sri Krsna, e especialmente dos passatempos confidenciais do Divino Casal Sri Radha Krsna nos nikunjas, Surabhi viveu aqui durante os passatempos manifestos de Sri Krsna em Vraja. Maharaja Vajranabha estabeleceu este Surabhi-kunda em sua memória. Ao se banhar ou fazer acamana aqui, todos os pecados, ofensas e maus desejos (anarthas) são dissipados, e obtém-se vraja-prema, amor puro.”

Govinda-Kunda

Govinda-Kunda

Govinda-Kunda

 

Govinda-Kunda

Govinda-Kunda

“Quando Indra viu que os vrajavasis haviam parado de adorá-lo e estavam adorando Govardhana, ele ficou furioso! Consequentemente, com a intenção de destrui-los, ele mandou uma forte torrente de chuva e trovões sobre eles por sete dias, mas não foi bem sucedido. Finalmente, o Senhor Brahma o aconselhou a se desculpar por sua ofensa, e Indra realizou abhiseka para Sri Krsna com o leite de Surabhi devi neste local. Sri Krsna se chama Govinda porque Ele nutre e dá prazer a todos: vacas, gopas, gopis e toda terra de Vraja! Este local é conhecido como Govinda-Kunda porque a cerimônia na qual se concede o nome, e o abhiseka de Sri Govinda foram feitos aqui. Sri Vajranabha estabeleceu este kunda em homenagem a este passatempo.”

Surabhi-kunda

Surabhi-kunda

Srila Narayana Gosvami Maharaja – Livro Sri Vraja-Mandala Parikrama