A Natureza dos Verdadeiros Devotos

Verdade Eterna
29 de dezembro de 2015
Bençãos para a Alma no Ano Novo
3 de janeiro de 2016

A Natureza dos Verdadeiros Devotos

Dia 29 de dezembro de 2015 é a data do desparecimento transcendental de Jagad-guru Śrī Śrīmad Bhaktisiddhānta Sarasvatī Ṭhākura Prabhupāda! Em Sua homenagem, estamos enviando essa belíssima aula sobre “A Natureza dos Verdadeiros Devotos”, retirada da revista The Harmonist, texto adaptado da revista “The Gaudiya”, Volume 25, Número 5.

 

Por Śrī Śrīmad Bhaktisiddhānta Sarasvatī Ṭhākura Prabhupāda

 

lindo

Devoção por Deus é conquistada por se associar com aqueles que O servem e são devotados a Ele. Tais devotos têm feito do serviço a Deus a própria essência de suas vidas. Eles têm feito das narrações dos nomes, aparecimento, atributos e passatempos de Deus o pilar de suas existências, e estão sempre ocupados em discursar sobre estes.

Não apenas existe uma grande diferença entre a forma como um homem comum e um devoto delibera sobre Deus, mas a própria natureza desses dois tipos de consideração são completamente opostas. Entre as pessoas comuns, muitos estão inclinados a adorar Deus, que conhecem como sendo o doador do prazer mundano e celestial e felicidade. No entanto, aqueles que são mais inteligentes- isto é- aqueles que externamente se apresentam como renunciantes, mas permanecem grandes desfrutadores no coração- fingem adorar a Deus com o propósito de se tornar igual a Deus, que é o Desfrutador Supremo, e imergir nEle.

Aqueles que se situam no meio do caminho, entre essas duas classes, adoram Deus com a intenção de adquirir os oito modos de poderes sobrenaturais, tais como: o poder para se tornar menor que um átomo e mais leve,com a finalidade de satisfazer seus próprios desejos. Embora pretensiosamente mostrem-se adoradores de Deus, eles nunca admitem a eternidade dos nomes de Deus, Seus aparecimento e assim por diante. Eles consideram o Supremo Mestre de todos ser controlado pelo karma. Esses tão chamados adoradores não servem Deus com o propósito particular de servir e satisfazê-lo. Do contrário, eles fazem o Senhor servi-los.

A natureza dos devotos verdadeiros é diferente destes. Eles não têm expectativas, nem consideram necessário a obtenção de prazer físico e uma morada neste mundo ou no próximo. Não consideram importante a conquista da liberação, que é altamente glorificada como a meta última do homem. Verdadeiros devotos servem a Deus por sua própria natureza, através de cada pensamento e cada sentimento de seus corações. Esta forte propensão que possuem não causa nenhuma obstrução, mas produz impetuosidade, removendo forçosamente todos os obstáculos. É exatamente como uma veloz e turbulenta corrente do rio Ganga, que rapidamente corre em direção ao oceano, inundando tudo que é pouco ou altamente resistente, não causando nenhum desastre e nunca enfraquecendo em nenhum ponto a fim de ter descanso.

Os devotos se envolvem cada vez mais em serviço a Deus. Nenhuma tendência direcionada a algo mais, nenhum outro pensamento ou ação além deste serviço encontra qualquer oportunidade para projetar sua sombra sobre as almas desses bhakti-yogis, que estão incessantemente em comunhão com Deus e são inteiramente dedicados a Ele. Por amor puro, os devotados servidores de Deus estão ocupados oferecendo serviços a Ele e a Seus devotos. Não possuem qualquer vitalidade para dedicar aos seus corpos; para aqueles que estão relacionados com seus corpos, como esposas e filhos; para suas casas; para todos aqueles que estão relacionados a estes; para animais e pássaros domésticos; e para suas ocupações, estudos e assim por diante.

Estando apaixonados pelo Senhor de suas vidas, que é a própria vida de suas vidas e a vida de todos, se renderam a Ele com toda a energia. Tais devotos, dedicando a si próprios a Deus, têm feito dEle apenas, a quintessência de todas as suas ambições. E o Senhor, da mesma forma, tem feito deles Seus companheiros essenciais, mesmo embora Ele próprio seja o Ser mais essencial a todos.

Jay Jagad-guru Śrī Śrīmad Bhaktisiddhānta Sarasvatī Ṭhākura Prabhupāda ki! Jay!!!