Sri Gita-Jayanti: O Aniversário da Bhagavad-gita

Calendário Vaisnava- Dezembro 2015
21 de dezembro de 2015
Uma Mensagem de Natal
24 de dezembro de 2015

Sri Gita-Jayanti: O Aniversário da Bhagavad-gita

Neste auspicioso dia de Moksada Ekadasi, em 29 de novembro de 2017, é a ocasião do Sri Gita Jayanti, o dia em que Krsna fala a Bhagavad-gita para Arjuna e dá instruções preciosas para todo universo! Nesta data tão especial, oferecemos esta aula de Srila Bhaktivedanta Narayana Gosvami Maharaja, dada em 29 de novembro de 2009 , nas ilhas de Maurícios. Srila Gurudeva participou da Conferência Internacional sobre a Bhagavad-gita e Sri Gita Jayanti realizada no Instituto Rabindranath Tagore. No auditório, Ele foi apresentado a muitas pessoas importantes, incluindo ministros do governo e panditas de Maurícios. Após o discurso de boas vindas e um discurso do Mr. Anil Bachoo (ministro da infra-estrutura e transporte), Srila Gurudeva foi convidado a falar. Ele honrou todos os presentes, recebeu guirlandas de flores e presentes, e em seguida, deu a palestra. A transcrição desta foi gentilmente traduzida do hindi para o inglês por Acyutananda dasa.

Sempre Pense em Mim

Gurudeva_ausomeEu estou sentindo imensa felicidade por ter sido convidado a falar algumas palavras neste grupo de estudiosos, na ocasião de Gita Jayanti. A mim, tem sido atribuído um tempo muito curto, quinze minutos; Independente disso, tentarei falar algo. Especialmente aqui, a maioria dos moradores da ilha de Maurício estão  relacionados com a parte da India conhecida como Bhojpur (Bihar). Meu nascimento e educação ocorreram em uma aldeia nas margens do Ganges nesta mesma região de Bihar. Estou especialmente feliz porque, embora esteja falando em Hindi, todos vocês serão capazes de entender.

A encarnação de Bhagavan, o guru de todo o universo, Srila Krsna-Dvaipayana Vedavyasa, é o propagador e compositor de um grande livro intitulado Mahabharata. Neste Mahabharata, no início de Bhisma-parva, capítulo 42, o Bhagavad-gita é gloriosamente situado em dezoito capítulos. Por que a Gita se manifestou? A Gita é um das Upanishads; em outras palavras, a essência de todas as Upanisads se transformou nesta Gita.

 

sarvopanisado gavo dogdha gopala nandanah
partho vatso sudhira bhokta gitamrtam mahat

“Todos as Upanishads são comparadas às vacas, e o leiteiro destas vacas é a Suprema Personalidade de Deus, Sri Krsna. Partha (Arjuna) assumiu a forma de um bezerrinho. Para beneficiar o universo inteiro, este Gita, que é equivalente ao néctar, se tornou então disponível para o benefício e auspiciosidade de todos.”

Bhagavad-gita

Bhagavad-gita

Um assunto especial: Arjuna é um eterno associado de Krsna e não pode ser encantado pela energia ilusória nem ter quaisquer dúvidas. Mas Krsna, a fim de nos dar esse conhecimento transcendental e conceder amor devocional por Deus, inspirou Arjuna a fazer perguntas a respeito de bons auspícios para o universo.

Agora mesmo, um orador anterior explicou que o primeiro e mais importante assunto na espiritualidade é entender que não somos o corpo. O corpo, seja hoje, amanhã ou no dia seguinte, certamente se tornará velho. Nem mesmo os médicos de todo o mundo e os cientistas serão capazes de interromper esta realidade, nem por um minuto, e no fim a morte chegará. Mas, compreendamos: A morte aparece para quem? Não para a alma. Nós somos a alma espiritual, parte integrante do Senhor Supremo.

 

mamaivamso jiva-loke
jiva-bhutah sanatanah
manah-sasthan indriyani
prakrti-sthani karsati

“As entidades vivas neste mundo condicionado são minhas partes eternas. Devido à vida condicionada, elas estão se esforçando, dando muito duro com os seis sentidos, que incluem mente.”
(Bhagavad-gita, 15.7)

A entidade viva é parte separada do Senhor Supremo e nunca poderá tornar-se una com Ele. Em verdade, tendo obtido conhecimento e desenvolvido amor por Deus, a jiva (alma espiritual) O servirá eternamente em Goloka Vrndavana. A jiva irá para este local, onde uma vez tendo ido, nunca mais terá que retornar ao mundo material.

 

na tad bhasayate suryo
na sasanko na pavakah
yad gatva na nivartante
tad dhama paramam mama

“Essa Minha suprema morada não é iluminada pelo sol ou pela lua, nem pelo fogo ou eletricidade. Aqueles que a alcançam nunca retornam a este mundo material. ”
(Bhagavad-gita, 15.6)

Este é o significado original da Gita.

krishna_arjun 2Especialmente, quero dizer algo. As escrituras têm proclamado que, se a Bhagavad-gita é para ser compreendida, deve-se antes de tudo se fixar no entendimento de que Krsna, o orador desta Gita, é o próprio Senhor Supremo. O que quer que Ele tenha dito, essa é a verdade mais elevada; não há nem mesmo o menor fragmento de falsidade em Suas palavras. Aqueles que seguem Suas instruções depois de ter ouvido-as, e inspirar outros a fazerem o mesmo,  receberão o benefício máximo. Eles alcançarão a perfeição eterna.

O próprio Krsna disse:

mattah parataram nanyat
kincid asti dhananjaya
mayi sarvam idam protam
sutre mani-gana iva

“Oh conquistador de riquezas, não há verdade superior a Mim. Tudo repousa em Mim, como pérolas são amarradas em um fio.”
(Bhagavad-gita, 7.7)

Tudo emana de Krsna. Sri Rama, Nrsimha, Kalki, Vamana, e todos os outros avataras emanam dEle. A prova disso é encontrada no Srimad-Bhagavatam:

 

ete camsa-kalah pumsah
krsnas tu bhagavan svayam
indrari-vyakulam lokam
mrdayanti yuge yuge

“Todas as encarnações acima mencionados, são ou porções plenárias ou porções das porções plenárias do Senhor, mas o Senhor Sri Krsna é a Personalidade de Deus original. Todos eles aparecem nos planetas sempre que há uma perturbação criada pelos ateus. O Senhor encarna para proteger os teístas.”
(Srimad-Bhagavatam, 1.3.28)

Portanto, por favor, primeiro entenda que Krsna é o Senhor Supremo e Seus ensinamentos falados a Arjuna são o meio para propagar Sua filosofia. A Gita não é apenas para um período específico, mas para todos os tempos. Sem começo nem fim, é eterna. Assim como muitos problemas são possíveis no ciclo de nascimento e morte, suas soluções podem ser encontradas na Gita.

Em nossa terra, a India, bem como no exterior, a Bhagavad-gita é muito respeitado. Sri Sankaracarya, Ananda Giri, e Madhusudhana Sarasvati escreveram comentários famosos sobre ela. Além disso, Sri Ramanujacarya, Sri Madhvacarya, e Sridhar Swami também escreveram comentários. Nos comentários de Ananda Giri e Sankaracarya, a verdade tem sido ocultada e a doutrina monista é proeminente. Interpretando mal tais declarações védicas como ‘sarva khalvidam brahma, aham brahmasmi, and prajnanam brahma, eles explicam que a entidade viva é o próprio Brahma. Tendo dilacerado o significado da Gita, eles, assim como outros de sua sampradaya, têm tentado estabelecer o monismo. No entanto, Sri Ramanujacarya, Sri Madhvacarya, e Sridhar Swami explicaram que a Gita propõe serviço devocional.

Há uma coisa especial a se levar em conta: Seguindo os passos de nossos acaryas, aceitamos a doutrina filosófica de acintya- bhedabheda. Estou falando dos comentários dos acaryas de nossa tradição, que propunham acintya- bhedabheda tattva, tais como Srila Visvanatha Cakravarti Thakura e Sri Baladeva Vidyabhusana.

Esta Gita, como já mencionado anteriormente, é falada pelo próprio Krsna, que diz:

daivi hy esa guna-mayi
mama maya duratyaya
mam eva ye prapadyante
mayam etam taranti te

“Essa Minha energia divina, que consiste nos três modos da natureza material, é muito difícil de conquistar. Mas aqueles que se renderam a Mim podem facilmente atravessá-la.”
(Bhagavad-gita, 7.14)

“Aqueles que me adoram serão libertos.”

 

a-brahma-bhuvanal lokah
punar avartino ‘rjuna
mam upetya tu kaunteya
punar janma na vidyate

“Desde o planeta mais elevado no mundo material até o mais baixo, todos são lugares de miséria onde ocorrem repetidos nascimentos e mortes. Mas aquele que conquista a Minha morada, Oh filho de Kunti, nunca mais volta a nascer. ”
(Bhavagad-gita, 8.16)

“Aqueles que se renderem a Mim, conquistarão o bem maior.”

 

sarva-dharman parityajya
mam ekam saranam vraja
aham tvam sarva-papebhyo
moksayisyami ma sucah

“Abandona todas as variedades de religião e simplesmente rende-te a Mim. Eu livrar-te-ei de todas as reações pecaminosas. Não temas.”
(Bhavagad-gita, 18.66)

Por que ‘mam ekam’ foi indicado três vezes? Como a frase no verso: ‘harer nama, hare nama, harer nama, eva kevalam, kalau nastyeva, nastyeva, nastyeva ‘ foi dita três vezes para enfatizar o ponto, assim é no verso do Gita. Neste verso, Krsna disse: ‘mam ekam’, ‘ma sucah’ e ‘aham tvam “. Esta é a verdade absoluta. Na Gita quatro tipos de conhecimento foram explicadas: guhya, conhecimento comum; guhyatara-jnana, conhecimento confidencial; guhyatama-jnana, o conhecimento mais confidencial; e sarva-guhyatama-jnana, o conhecimento mais confidencial. Conhecimento comum é atma-jnana: “Eu sou a alma espiritual. Eu sou eterno. Meus nascimentos e mortes de fato nunca acontecem.” Guhyatara-jnana é brahma jnana : “Eu sou um brahma- jatiya-vastu (um objeto da mesma qualidade de brahma). Mas eu sou apenas parcialmente equivalente a brahma. Guhyatama-jnana refere-se a paramatma-jnana, o que significa conhecer a Superalma existente no coração de todos. Sarva-guhyatama-jnana refere-se a Bhagavad-jnana, o conhecimento de que Sri Krsna é o Senhor Supremo:

 

ete camsa-kalah pumsah
krsnas tu bhagavan svayam
indrari-vyakulam lokam
mrdayanti yuge yuge

“Todas as encarnações acima mencionados ou são porções plenárias ou porções das porções plenárias do Senhor, mas o Senhor Sri Krsna é a Personalidade de Deus original. Todos eles aparecem nos planetas sempre que há uma perturbação gerada pelos ateus. O Senhor encarna para proteger os devotos.
(Srimad-Bhagavatam, 1.3.28)

 

isvarah paramah krsnah
sac-cid-ananda-vigrahah
anadir adir govindah
sarva-karana-karanam

“Krsna, que é conhecido como Govinda, é a Suprema Personalidade deDeus. Ele tem um bem-aventurado corpo eterno e espiritual. Ele é a origem de todos. Ele não tem origem e é a causa primordial de todas as causas. Ele não tem origem.” (Brahma-samhita, 5.1)

 

aho bhagyam aho bhagyam
nanda-gopa-vrajaukasam
yan-mitram paramanandam
purnam brahma sanatanam

“Quão afortunados são Nanda Maharaja, os vaqueiros e todos os outros habitantes de Vrajabhumi! Não há limite para tal boa fortuna, porque a Verdade Absoluta, a fonte da bem-aventurança transcendental, o eterno Supremo Brahman, tornou-se amigo deles.”
(Srimad-Bhagavatam, 10.14.32)

Portanto, a Gita, que é falada por Krsna, concede auspiciosidade para todo o universo! Tendo ouvido-a, as pessoas podem atravessar o doloroso oceano de nascimentos e mortes. O tempo é curto e por isso estou falando de forma breve.

Agora, sarva-guhyatama-jnana, o conhecimento confidencial de nível superior, tem sido explicada neste verso:

 

man-mana bhava mad-bhakto
mad-yaji mam namaskuru
mam evaisyasi satyam te
pratijane priyo ‘si me

“Sempre pense em mim, torne-se Meu devoto, me adore e ofereça-me honra. Assim, você virá a mim, sem falta. Eu te prometo isso porque você é meu amigo muito querido “.
(Bhagavad-gita, 18.65)

‘Man mana bhava’ significa: Ofereça sua mente a mim; absorva sua mente em Mim. Nossos comentaristas têm dado um exemplo: em Vraja, uma jovem vaqueirinha recém-casada tinha vindo para Nandagaon. Ela havia ouvido falar muito sobre Krsna e Seus maravilhosos passatempos, mas ela ainda não tinha O visto. Ela queria vê-lO de perto. Um dia Krsna estava levando as vacas e bezerros para pastorear. Porque Ele reside no coração de todos, Ele estava consciente do desejo da moça e considerou: ‘Esta vaqueira quer Me ver de perto. Ele agarrou a cauda de um bezerro e este correu, seguido pelo próprio Krsna, até onde ela estava. Ele então tocou Sua flauta para ela, que ficou de queixo caído. Antes disso, os sogros estavam lhe perguntando: ‘Onde você está indo?’ Ela respondeu: ‘Ver Krsna’. Disseram-lhe: ‘Não vá, caso contrário, uma cobra preta irá mordê-la.’ Ela respondeu: ‘Por que eu não deveria ir? Até mesmo você, sua filha, e outras meninas daqui estão indo. Eu também devo ir até lá de qualquer jeito.’

Ela não os ouviu. Ela veio ver Krsna, e Krsna roubou seu coração! Ela se tornou ‘man mana bhava.’  Ela parou totalmente de pensar em si mesma e simplesmente continuou ali de pé. Algum tempo se passou. A sogra se aproximou dela e disse: ‘Eu não disse a você que a serpente negra iria mordê-la? Você não me ouviu, e, finalmente, Ele mordeu você.

Agora, a sogra havia colocado sobre sua cabeça uma pote de barro, um em cima do outro, e em cima deste mais um. Este é o passatempo de Vraja em que as mulheres colocam duas ou três potes de barro em suas cabeças para enchê-los com água para suas casas. Em uma mão a menina levava uma corda para colocar em torno do pote de barro para puxar a água, e a ela foi dado um pequeno bebê para  que tomasse conta. Disseram-lhe: ‘Vá e busque água do poço.’

Ela foi para o poço com os potes, a corda, e a criança. Sua mente não estava presente, então colocou a corda em volta do pescoço da criança ao invés de a colocar no pote, e começou a descer a criança no poço. Alarmadas, pessoas que estavam nas proximidades exclamaram: ‘Tem um fantasma atacando essa garota! Ela colocou a corda (que era para o pote) em volta da criança.’ Alguém disse: ‘Bhuta nahi, bhuta nahi, nanda ji ke putra’ – Não, não é um fantasma! Ele é o filho de Nanda! Ele penetrou nela de tal maneira que nenhum dos seus sentidos foram mantidos. Assim, eles resgataram a criança no poço. Isso é man mana bhava.

Se eu me estender, a explicação se tornará muito longa; Portanto, mantive minha apresentação curta.

‘Mad yaji’ significa: realize adoração. Arjuna disse a Krsna: “Eu não posso adorar você enquanto tenho que me concentrar na guerra. Por favor torne-a mais fácil para mim. Então, no fim, Krsna disse: ‘Namaskuru’- apenas uma vez ofereça suas reverências a Mim. O que significa oferecer reverências? ‘Na’ significa ‘sem’, e ‘mas’ significa ‘falso ego ‘ e ‘kara’ indica ‘ofereça pranamas a mim.’

Muito tempo se passou, por isso peço perdão. Hoje vou terminar meu discurso aqui.

vancha kalpa tarubhyas ca krpa-sindhubhya eva ca
patitaman pavanebhyo vaisnavebhyo namo namah

‘Eu ofereço pranamas aos Vaisnavas, que são como árvores dos desejos, que são um oceano de misericórdia, e que liberam as almas condicionadas, caídas “.

Jay Sri Gita Jayanti ki! Jay!
Jay Srila Gurudeva ki! Jay!
Gaura Premanande! Haribol!!!