As Glórias de Srila Raghunatha dasa Gosvami

As Glórias de Srila Madhvacarya
12 de outubro de 2016
O Último Dia de Kartika
17 de novembro de 2016

As Glórias de Srila Raghunatha dasa Gosvami

Dandavat Pranamas! Em 2016, 13 de outubro, é o dia do divino desaparecimento de Śrīla Raghunātha dāsa Gosvāmī, Śrīla Raghunātha Bhatta Gosvāmī e de Śrīla Krsnadāsa Kavirāja Gosvāmī. Srila Bhaktivedanta Narayana Gosvami Maharaja deu esta palestra em glorificação a Srila Raghunata dasa Gosvami, em 17 de fevereiro de 2002, na Austrália, em homenagem ao seu sagrado aparecimento.

Hoje é também o dia do aparecimento de Srila Raghunatha dasa Gosvami. Se vocês quiserem se tornar devotos puros, vocês terão que seguir Srila Raghunatha dasa Gosvami. Vocês querem seguir, mas vocês são fraco – como diz Srila Goura Govinda Maharaja: “Senhor cachorro, senhor leitão, senhor suíno” – E alguns são como camelos, tigres ou ursos. Devemos tentar seguir Srila Raghunatha dasa Gosvami. Ele era rico e situado em uma posição elevada, mas deixou tudo por Krisna e continuamente chorava: “Oh Krisna, Oh Sacinandana Gaurahari!” Pela misericórdia de Nityananda Prabhu, ele rapidamente recebeu o abrigo de Mahaprabhu. Raramente comia algo, mas de alguma forma mantinha-se vivo. Ele foi para Vrindavana depois da partida de Mahaprabhu e vivia no Radha-kunda.

Sem a misericórdia do guru você não pode ter amor e afeição por Krisna ou Caitanya Mahaprabhu. Guru-krpa (misericórdia do guru) é essencial, e guru-nistha (fé no guru) é a espinha dorsal de todos os tipos de bhakti. Quando Srila Raghunatha dasa Gosvami recebeu a misericórdia de Nityananda Prabhu, todos os seus problemas e obstáculos rapidamente desapareceram, e ele foi capaz de sair de casa para estar com Caitanya Mahaprabhu. Fazer bhajana no próprio lar, enquanto ainda se vive com o pai, mãe, esposa e marido, é um tipo de bhajana, mas esse tipo de bhajana não pode dar o fruto do amor e afeição por Krisna. Um dia você terá que abandonar a tudo isso.

Os primeiros sintomas de bhakti real, alcançados pelas austeridades de cantar e lembrar-se de Krisna, são: o conhecimento imotivado e desapego deste mundo. Você certamente se tornará renunciado, mesmo que esteja vivendo uma vida mundana ou na ordem de vida renunciada. Se você está cantando de forma séria e perfeita, a renúncia virá obrigatoriamente.

Temos ouvido que, quando Guru Nanak (santo indiano, que fundou a religião Sikhi) era jovem, seu pai lhe disse: “Vá ao mercado e traga os ingredientes que precisamos para vender em nossa loja.” No caminho para o mercado se deparou com muitos Vaisnavas e sadhus. Vendo que não havia sido programada prasada para eles, ele rapidamente foi ao mercado e comprou todos as parafernálias necessárias para fazer uma festa para eles, e por essa razão, gastou todo o dinheiro de seu pai. Mais tarde, voltando para casa de mãos vazias, seu pai o perguntou: “Onde estão os ingredientes que eu pedi que comprasse? O arroz, dahl, ghee e outras coisas?” Guru Nanak respondeu: “Eu fiz as compras, mas dei tudo para servir aos Vaisnavas. Desta forma, eu fiz algumas compras muito boas para minha vida futura e para o benefício de toda a minha dinastia.” Ele tinha uma fé muito forte em Krisna; ele sabia que quando alguém serve a Krsna, Krsna concede tudo o que é preciso a essa pessoa. Não temos essa mesma fé, sendo dessa forma ainda muito difícil darmos um centavo. Algumas pessoas podem dar um pouco de sua riqueza, mas ele deu tudo.

Devido a Srila Raghunatha dasa Gosvami ter cantado e se lembrado de Krisna, ter sido espiritualmente cuidado por Srila Haridasa Thakura e recebido iniciação de Sri Yadunandana Acharya, alguns bons efeitos obrigatoriamente vieram. Tornou-se desapegado do mundo, e considerava Krisna como seu pai, sua mãe, e seu tudo. Todos os tattvas (verdades filosóficas estabelecidas) despertaram em seu coração, e rapidamente deixou sua casa e bela esposa. Ele era o único filho de seu pai, que era tão rico como um rei, e sua esposa era tão bonita como uma Miss Universo. Teria sido muito difícil para uma pessoa comum, desistir de tais luxos.

Depois de sair de casa, Raghunatha dasa não viajou pela estrada principal. Escondido, ele continuou por um caminho na aldeia, não nada além de um pouco de arroz inflado e um pouco de leite, e sua viagem de um mês passou depressa, sendo feita em 12 dias. Naquele tempo não havia trens ou carros, mas ele correu rapidamente, sem ter parado nem sequer para banhar-se.

Quando chegou em Jagannatha Puri, não foi ver Jagannatha, Baladeva e Subhadra. Ele veio diretamente para a reunião de Sri Caitanya Mahaprabhu, a qual estavam presentes muitos associados como Svarupa Damodara e Raya Ramananda. Alguém disse a Mahaprabhu: “Raghunatha chegou”, e Mahaprabhu rapidamente o abraçou e disse: “Oh Raghunatha, você acaba de vir de um fosso de excrementos.” Algum tempo antes, Mahaprabhu tinha dito a ele para voltar para casa, mas agora Ele disse: “Toda a vida mundana é como fezes, e Krsna é tão misericordioso que Ele o liberou e você saiu daquela casa”. Mahaprabhu, em seguida, colocou Srila Raghunatha dasa gosvami sob os cuidados de Sri Svarupa Damodara, dando início dessa forma a sua vida transcendental; sempre ouvindo de Sri Caitanya Mahaprabhu, Sri Svarupa Damodara, Srila Rupa Goswami, Sri Pundarika Vidyanidhi, Sri Vakresvara Pandita, Sri Gopal Guru, e Srila Haridasa Thakura.

A história da vida de Srila Raghunatha dasa Goswami é uma das joias do Sri Caitanya-caritamrta, e além disso, muito do que Srila Krsnadasa Kaviraja escreveu nesta escritura foi ouvido da própria boca de lótus de Raghunatha dasa. Tentem se lembrar de sua vida e de seu caráter. Se fizerem isso, uma força entrará em vocês e serão capazes de se tornar um devoto como ele – estejam vivendo uma vida mundana ou vivendo uma vida de renúncia. Tentem ser como ele. Não podemos conseguir isso sem ajuda. Portanto, oremos a Nityananda Prabhu para nos auxiliar.”

Gaura Premanande! Haribol!!!