As Glórias de Śrī Vṛndāvana dāsa Ṭhākura

Os Benefícios ao Observar Ekadasi
22 de maio de 2017
De Outro Grupo
30 de maio de 2017

As Glórias de Śrī Vṛndāvana dāsa Ṭhākura

Em 2017, 22 de maio, é a data do divino aparecimento de Sri Vrindavana Dasa Thakura, o próprio Srila Vyasadeva, que é a encarnação literária de Sri Krsna. Em homenagem a este grande Vaisnava, apresentamos esta bela biografia escrita por Srila Bhakti Ballabha Tirtha Gosvami Maharaja, irmão espiritual de Srila Bhaktivedanta Narayana Gosvami Maharaja. 

vedavyaso ya evasid daso vrindavano dhuna
sakha yah kusumapidah karyatas tam samavishat

Vedavyasa tornou-se Vrindavan Das Thakura. O amigo de Krishna chamado Kusumapida também se manifestou nele com finalidades especiais. (Gaura-ganoddesha-dipika 109)

Vedavyasa descreveu Krishna-lila no Srimad Bhagavatam. Como o próprio Vyasadeva, Vrindavan Das descreveu as lilas (passatempos) de Sri Caitanya Mahaprabhu em seu livro Caitanya Bhagavata. Seu livro foi chamado primeiramente de Chaitanya Mangala, mas quando Locana Das deu o mesmo nome biografia do senhor, esta passou a se chamar Chaitanya Bhagavata.

Narayani, a Mãe de Vrindavan Das Thakura

Srila Vrindavana Dasa Thakura

Srila Vrindavana Dasa Thakura

Vrindavan Das nasceu no Krishna-dvadasi do mês de Vaishakha, em 1429 da era Shaka (1507 dC). Alguns dizem que ele nasceu em Mamagachi, na área de Navadvipa, outros dizem que sua terra natal foi em Kumarahatta. Seu pai era Vaikunthanatha Vipra e sua mãe se chamava Narayani Devi. Narayani era filha do irmão mais velho de Srivasa Pandita, Srinalina Pandita. Kavi Karnapura também mencionou o nome dela em seu Gaura-ganoddesha-dipika:

ambikayah svasa yasin namna srila-kilimbika
krishnocchishtam prabhuïjana seyam narayani mata

Kilimbika, que costumava comer os remanentes de Krsna, era a irmã mais nova da cuidadora de Krsna, Ambika (hoje a esposa de Srivasa, Malini). Na lila de Mahaprabhu, ela se tornou Narayani e ficou famosa por ganhar a misericórdia de Gaurasundara, recebendo seus remanentes. Quando o Senhor mostrou sua forma divina na Mahaprakasha em Srivasa Angan, Narayani era apenas uma criança de quatro anos, mas o Senhor fez com que ela ficasse intoxicada em êxtase de prema (amor divino). Posteriormente, viveu na aldeia de Denuria, no recinto de Matreshvara do distrito Burdwan. Assim, Denuria é considerado seu Shripata. Ele passou um pouco de sua infância com sua mãe Narayani, que era casada, na casa de seus avós maternos em Mamagachi. As deidades de Gaura-Nitai de Vrindavan Das ainda hoje são adoradas em sua casa, em Mamagachi. Quando seu pai morreu, ele e sua mãe se mudaram para a casa de Srivasa Pandita, ocasião em que ele recebeu bênçãos especiais de Mahaprabhu.

Vrindavana Das Escreve o Caitanya Bhagavata

Manuscrito do original Caitanya Bhagavata

Manuscrito do original Caitanya Bhagavata

Por obter inúmeras bênçãos de Nityananda Prabhu, Vrindavana Dasa foi seu discípulo e recebeu iniciação Dele. Vrindavan Das é o receptáculo das bênçãos de Nityananda. Ele é o Vyasadeva original nos passatempos de Caitanya. (Caitanya Caritamrita 3.20.82)
Ele escreveu o Caitanya Bhagavata em 1535 AD. Krishnadasa Kaviraja Gosvami, autor do Caitanya- caritamrita, escreveu o seguinte em homenagem a Vrindavan Das Thakura:

“Srila Vrindavana Dasa Thakura, o filho de Narayani , escreveu o Caitanya Mangala . Vyasadeva descreveu a vida de Krisna no Srimad Bhagavatam e Vrindavana Dasa é o Vyasa da Caitanya -lila.” ( Caitanya- caritamrita 1.11.54-5 )

Casa de Sri Vrindavana Dasa em Mamagachi, Navadvipa

Casa de Sri Vrindavana Dasa em Mamagachi, Navadvipa

“Assim como Vyasadeva compilou os passatempos do Senhor Krsna no Srimad Bhagavatam, Vrindavana Das Thakura descreveu os passatempos do Senhor Caitanya . Seu livro Caitanya Mangala destrói todas as desgraças. Através deste livro, eu aprendi as maravilhas do Senhor Caitanya e Nityananda, e vim a conhecer todas as filosofias mais sutis do serviço devocional a Krsna. Vrindavana Das Thakura resumiu a essência dos ensinamentos do Srimad Bhagavatam em seu Caitanya Mangala. Se até mesmo um muçulmano ou um ateu ouvisse o Caitanya Mangala, ele imediatamente se tornaria um grande Vaisnava. Um ser humano comum não poderia ter composto uma obra tão sublime. O próprio Senhor Caitanya recitou através da boca de Vrindavana Dasa. Eu ofereço milhões de reverências aos pés de lótus de Vrindavana Dasa Thakura, que nos deu todo o universo através de seu livro! Ele nasceu do ventre de Narayani, que se alimenta eternamente dos remanentes de Sri Caitanya . Tão maravilhosa é a descrição das atividades do Senhor, que simplesmente por ouvi-las, os três mundos tornam-se santificados!”(Caitanya Caritamrita 1.8.34-42 )

Vrindavana Das, biógrafo autorizado de Sri Caitanya Mahaprabhu é o próprio Srila Vyasadeva . Ele descreveu os passatempos do Senhor de tal forma a torná-los mais e mais doces: “Tentarei na medida do possível, preencher as lacunas que ele deixou, porém com medo de ampliar excessivamente seu livro”. ( Caitanya-caritamrita 1.13.48-9 )

As Críticas de Vrindavan Das à Vaisnava- aparadha

Vrindavan Das descreveu principalmente as primeiras atividades de Mahaprabhu: seus passatempos como um estudante, sua infância, seu castigo ao Kazi , sua saída de Navadvipa, bem como alguns aspectos da sua vida em Puri. Vrindavan Das Thakura demonstrou infinita misericórdia com as almas caídas, advertindo-as :

eta parihare -o je papi ninda kare
tabe lathi maron tar shirera upare

“Mesmo após ter explicado quão deplorável é esta atividade, se ainda assim alguém blasfema os Vaisnavas, então chutarei sua cabeça.”

"Estou pronto para chutar a cabeça dessas pessoas invejosas e infernais que blasfemam Nityananda Prabhu."

“Estou pronto para chutar a cabeça dessas pessoas invejosas e infernais que blasfemam Nityananda Prabhu.”

Estas mesmas palavras são repetidas no Adi , Madhya e Antya – Kandas do Caitanya Bhagavata . Algumas pessoas tolas e arrogantes não compreendem tais declarações e criticam Vrindavana Das por tê-las feito. Essa crítica leva-os à lama de ofensividade. Nesse contexto, vale à pena conhecer as observações de Srila Bhaktisiddhanta Sarasvati Gosvami Thakura, o fundador da Sri Chaitanya Matha, e todas as Gaudiya Mathas: “Estou pronto para chutar a cabeça dessas pessoas invejosas e infernais que blasfemam Nityananda Prabhu, se ao fazê-lo posso impedi-los para sempre de repetir suas tentativas de mostrar desrespeito para com o Senhor Supremo . Não só isso, mas, se ao fazer isso posso trazer uma concepção da verdade, então estarei realizando o maior serviço.’

Deidades de Nitai e Goura adoradas por Vrindavana Dasa em Mamagachi.

Deidades de Nitai e Goura adoradas por Vrindavana Dasa em Mamagachi.

É o que diz Vrindavan Das, a encarnação de Vyasa e acarya da doutrina Vaisnava . Se até mesmo um único grão de poeira cair de seu pé sobre a cabeça de um blasfemador pecaminoso, então essa pessoa será abençoada, e todo o seu condicionamento pecaminoso, inevitavelmente, será erradicado. Nas palavras que corporificam a deusa do conhecimento e dão uma enxurrada de devoção pura, o Thakura revela compaixão até mesmo para com o mais ofensor, com a fé inabalável apropriada para um servo de Nityananda Prabhu, o guru supremo ( e seu guru iniciador também).

Ele diz que, embora esses ofensores devam ser objeto de indiferença devido à sua loucura, não obstante, por causa da ignorância sobre Nityananda, a insistência de avançarem no caminho do inferno e a relutância em agir a favor do interesse verdadeiro de si mesmos, Vrindavana dasa e outros Vaisnavas compassivos que praticam e pregam a filosofia do Senhor, agem para o bem-estar de tais pessoas de forma abnegada e desinteressada. A compaixão que se manifesta nas palavras de Vrindavana Das está além da compreensão daqueles que não têm a compreensão do que é de fato bom para si mesmos . Qualquer um que siga os passos de Vrindavana Das, a encarnação de Vyasadeva, e que pratique e pregue a religião Vaisnava, estará sempre envolvido em um esforço para trazer o bem-estar último a todos. Embora execute uma performance superficial de querer punir os inimigos do Senhor, na verdade, nutre por eles uma compaixão sem limites.

Jay Śrī Vṛndāvana dāsa Ṭhākura ki! Jay!!!

Extraído do livro ‘Sri Caitanya: Sua Vida e Associados’ – Srila Bhakti Ballaba Tirtha Maharaja

"Este é o significado de amor e afeição". (Srila Gurudeva à direita e Srila Bhakti Ballabha Tirtha Maharaja à esquerda)

“Esse é o significado de amor e afeição”. (Srila Gurudeva à direita e Srila Bhakti Ballabha Tirtha Maharaja à esquerda)