O Dia do Aparecimento de Srinivasa Acarya e Srila Madhavendra Puri

As Glórias de Sita Devi
4 de maio de 2017
Introdução ao Sri Raya Ramananda Samvada
17 de maio de 2017

Neste ano de 2017, dois auspiciosos dias sagrados caem no dia 10 e 11 de maio em todo o mundo: o dia do aparecimento de Srila Madhavendra Puri e o dia do aparecimento de Srinivasa Acarya. Com a finalidade de lembrá-los, glorificá-los e receber o abrigo deles, para que possam nos abençoar em Consciência de Krsna, Srila Gurudeva pronunciou a seguinte palestra em Badger, Califórnia, em 15 de maio de 2003. Quer seja o dia do aparecimento ou desaparecimento de Srila Madhavendra Puri e Srila Srinivasa Acarya, ambos são os mesmos.

Madhavendra Puri

Madhavendra Puri

Vocês devem saber que Krsna era controlado por Madhavendra Puri, que é superior a Sri Prahlada Maharaja em vários aspectos. Acredito que Prahlada Maharaja não possa tocar os pés de lótus de Madhavendra Puri.

Madhavendra Puripada é a raiz, ou o primeiro broto de prema-bhakti, o prema kalpataru (a árvore dos desejos de amor por Deus). A Deidade de Srinathaji (Krsna, aquele que ergue Govardhana) manifestou-se para ele e concedia-lhe seu darsana constantemente. Prahlada Maharaja e Nrsimhadeva tiveram associação por apenas um momento, e Bhagavan muitas vezes concedia Sua associação a Bali Maharaja no planeta Sutala, mas Madhavendra Puri é uma serva especial de Srimati Radhika.

Madhavendra Puri nutre um amor e afeição especial pelo Casal Divino Sri Sri Radha e Krsna, e sua devoção é muito elevada. Ele é a raiz de Vraja-rasa (a doçura do amor conjugal por Krsna), porque ele trouxe tal amor para este mundo. Sri Isvara Puri recebeu dele esse humor de gopi, e após o concedeu a Sri Caitanya Mahaprabhu. Essa riqueza foi então concedida a Sri Svarupa Damodara, Sri Raya Ramananda e aos Seis Gosvamis, e assim descende através da sucessão discipular.

Srinivasa Acarya

Srila Srinivasa Acarya

Srinivasa Acarya era discípulo de Srila Gopal Bhatta, e foi treinado por seu siksa guru Srila Jiva Gosvami. Ele compôs muitas melodias para kirtanas, e era um devoto tão elevado, que o nosso Srila Rupa Gosvami e outros Gosvamis dependiam dele. Eles solicitaram: “Vá para a Bengala pregar e distribua toda a literatura escrita por nós”. Junto com seus companheiros, Srila Narottama dasa Thakura e Srila Syamananda Prabhu, ele aceitou tal ordem e levou os livros rumo a Bengala.

Ao longo do caminho, alguns bandidos saquearam todos os livros. Eles achavam que haviam pego um baú cheio de joias. Um astrólogo havia dito ao líder dos bandidos: “Este baú está cheio de tesouros”, e por essa razão eles haviam roubado o carro com todos os livros. Os três devotos ficaram loucos de separação pelo coração manifesto dos Gosvamis: seus escritos. Srinivasa Acarya enviou dois dos seus associados para a Bengala, dizendo-lhes: “Ficarei aqui até descobrir a localização dos livros.”

O rei local era o líder de todos os bandidos, mas ele também era um devoto. Embora costumasse saquear e roubar, ele também meditava e ouvia as escrituras, especialmente o  Srimad Bhagavatam. Havia um Pandita Bhagavata (erudito) em seu conselho, que recitava em voz alta e explicava o Srimad Bhagavatam. Srinivasa Acarya, vestido de forma muito simples, foi até lá na ocasião em que um discurso do Bhagavata estava ocorrendo.

Ele sentou-se humildemente na assembleia e ficou escutando. Naquele dia, após o término do discurso do Srimad-Bhagavatam, Srinivasa solicitou: “Posso comentar sobre o que ele explicou?”

O rei disse: “Oh, sim, muito bom! Você pode explicar algo sobre estes tópicos”. O Pandita tinha falado sobre o Bhramara-gita, mas não fora capaz de explicar sobre tal assunto muito profundamente.

Srinivasa Acarya se levantou e começou a explicar, chorando e fazendo a audiência chorar. Ele deu as explicações que foram dadas também por Srila Visvanatha Cakravarti Thakura, Srila Sanatana Gosvami e Srila Jiva Gosami em seus comentários do Srimad Bhagavatam.

Srila Narottama, Srinivasa e Syamanada Prabhu.

O rei imediatamente se aproximou de Srinivasa Acarya e ofereceu a ele dandavat pranamas, suplicando: “Eu quero receber diksa (segunda iniciação) e ouvir o Srimad Bhagavatam de você”. Srinivasa aceitou o rei e deu-lhe iniciação.

Em seguida, o rei ofereceu: “Quero dar-lhe alguma doação (guru-daksina) por isso. O que você desejar eu posso dar”.

Desta forma, o Sri Caitanya-caritamrta, os livros de Srila Jiva Gosvami, Srila Sanatana Gosvami e Srila Rupa Gosvami, e todas as outras literaturas dos Gosvami foram salvas!

Srinivasa respondeu: “Isso é uma promessa? Então por favor, tente recuperar o nosso carrinho com todos os livros”. Ele então contou ao rei sobre o roubo dos livros dos Gosvamis.

O rei imediatamente respondeu: “Oh, está comigo! Está comigo! Meus astrólogos me disseram que três pessoas, devotos de Vrindavana, estavam vindo com muitas joias – um tesouro mais precioso que joias! É por isso que peguei o baú. Não compreendemos de que forma esses livros poderiam ser joias, mas agora, ouvindo de você, sei que eles são muito mais que joias”!

Joias não podem dar Krsna-bhakti (devoção por Krsna). Elas não podem nos ajudar. Estes livros podem nos ajudar milhares de vezes mais que joias. Você está vindo aqui somente pela misericórdia desses livros”.

Esse é Srinivasa Acarya, um devoto muito elevado! Oremos aos pés de lótus de Srila Madhavendra Puri e Srila Srinivasa Acarya para que concedam misericórdia sobre nós.

Jay Srila Madhavendra Puripada ki! Jay!
Jay Srila Srinivasa Acarya ki! Jay!