Srila Raghunatha dasa Gosvami

Calendário Vaisnava – Junho de 2017
2 de junho de 2017
Snana Yatra, a cerimônia de banho do Senhor Jagannatha
9 de junho de 2017

Dandavat Pranamas! Todas as glórias a Sri Sri Guru e Gauranga! Em 2017, 06 de junho, é a data auspiciosa do Cida-dahi Mahotsava, o grande festival de Śrīla Raghunātha dāsa Gosvāmī em Pānihati! A seguir, apresentamos a primeira parte sobre a vida de Srila Raghunata dasa Gosvami que fala sobre esse maravilhoso festival, dada por Sri Srimad Bhaktivedanta Narayana Gosvami Maharaja, na Holanda, no dia 11 de junho de 2003.

Cida-dahi Mahotsava

 

Cida-dahi Mahotsava de Śrīla Raghunātha dāsa Gosvāmī

Após a volta de Srila Raghunatha dasa Gosvami para casa, ele passou a ajudar nos deveres relacionados às propriedades da terra do seu pai, e simultaneamente cantando e lembrando, sua estabilidade de mente e fé firme aumentavam, e assim ele desenvolveu sua Bhakti. Certa vez, ao saber que Nityananda Prabhu tinha vindo a Panihati, muito próximo de sua casa em Saptagrama, imediatamente contou ao pai: “Pai, encontrarei Sri Nityananda Prabhu”. Desta forma, quando Nityananda Prabhu chegou em Panihati com todos os Seus associados, Raghunatha Dasa foi até lá com a permissão de seu pai. O Senhor Krsna faz tais arranjos como esse, mas você não pode fazer. Se você é sincero, então, passo a passo, Krsna providenciará tudo.

O pai de Raghunatha dasa lhe deu algum dinheiro e disse: “Você deve alimentar os sadhus. Faça um mahotsava (festival), sirva prasada aos sadhus e volte logo para casa”. Raghunatha respondeu: “Oh pai, eu voltarei”.

Quando ele chegou, percebeu que milhares de Vaisnavas estavam sentados com Nityananda Prabhu às margens do rio Ganges sob a sombra de uma árvore de bananeira. Nityananda Prabhu era como o sol, e todos os Vaisnavas brilhavam ao seu redor.

Nesse momento, alguém disse a Nityananda Prabhu que Raghunatha havia chegado e Nityananda respondeu: “Traga-o aqui”! Então, ele disse a Raghunatha dasa: “Oh Chora, venha, venha!” Chora significa ladrão. Raghunatha dasa Gosvami era tímido, mas de alguma forma o devoto o trouxe para perto, e Nityananda Prabhu disse-lhe: “Eu punirei você!” Dizendo isso, Nityananda Prabhu colocou os pés de lótus na cabeça de Raghunatha dasa Gosvami.

“Nityananda Prabhu colocou os pés de lótus na cabeça de Raghunatha dasa Gosvami”.

O Senhor Brahma e o Senhor Sankara nunca conseguem obter essa misericórdia. Nityananda Prabhu é o próprio Sri Baladeva, a primeira expansão do Senhor Krsna. Brahma e Siva (Sankara) não podem ter essa misericórdia sequer em transe, mas Raghunatha dasa Gosvami é um devoto tão elevado, que Nityananda Prabhu colocou pessoalmente seus pés de lótus em sua cabeça.

Nityananda prabhu então disse: “Você deve realizar um festival do arroz, Cida-Mahotsava. Traga vários potes de iogurte, leite, sandesh, bananas, açúcar e muitos outros ingredientes”. Alguns servos da casa do seu pai estavam com ele, e foram de aldeia em aldeia coletar bastante desses itens, pois haviam milhares de devotos.

O arroz em lascas foi então cozido em leite quente puro, e um doce de iogurte delicioso foi oferecido também. Na Índia, sandesh é um dos doces mais deliciosos, então sandesh foi distribuído aos montes também. Quando os moradores das aldeias nas quais os ingredientes foram coletados ouviram que haveria um festival e que muitas pessoas participariam, eles também vieram. Logo não havia lugar para que todos se sentassem, então alguns ficaram de pé na água do Ganges e em outros locais.

Um prato foi então oferecido a Nityananda Prabhu, e ele disse ao servo para trazer mais um prato. Em seguida, um segundo prato foi trazido, contendo as mesmas preparações. Ele meditou e orou, e então cantou este kirtana junto com seus seguidores:

(Neste momento, todos os devotos reunidos na aula de Srila Narayana Maharaja se reuniram enquanto ele cantava alto os seguintes três kirtanas:)

maha-prasade govinde
nama-bramani vaisnave
svalpa-punyavatam rajan
visvaso naiva jayate

“Aqueles que têm poucas atividades piedosas como crédito nunca desenvolverão fé na maha-prasada, em Sri Govinda, no santo nome do Senhor, nem nos Vaisnavas, que estão todos na mesma plataforma”. (Prasada-sevaya)

sarira avidya-jal jodendriya tahe kal
jive phele visaya-sagore
ta’ra madhye jihwa ati, lobhamoya sudurmati
ta’ke jeta kathina samsare

“Este corpo material é um pedaço de ignorância e os sentidos uma rede de caminhos que conduzem à morte. Caímos neste oceano material do prazer sensorial. De todos os sentidos, a língua é o mais difícil de controlar e está sempre muito ávida para saborear algo.
(Sarira Avidya-Jal, verso 1)

krsna boro doyamoya, koribare jihwa jaya
swa-prasad-anna dilo bhai
sei annamrta pao, radha-krsna-guna gao
preme dako caitanya-nitai

“Mas Krsna é tão misericordioso que nos dá Sua prasada, os restos da própria boca, para nos ajudar a conquistar a língua. Esta prasada está repleta de néctar! Se alimente desta prasada e glorifique Radha e Krsna. Com amor, peça ajuda a Caitanya e Nitai.
(Sarira Avidya-Jal, verso 2)

Hare Krsna Hare Krsna, Krsna Krsna Hare Hare
Hare Rama Hare Rama, Rama Rama Hare Hare

 

Algumas pessoas afortunadas tiveram a visão clara de Mahaprabhu sentado naquele local. Eles viram Nityananda Prabhu e Mahaprabhu chorando e honrando maha-prasada. Raghunatha dasa viu isso e pensou: “Oh, Mahaprabhu está aqui!” Sri Raghava Pandita estava lá e também percebeu: “Mahaprabhu está aqui!” Ambos os senhores honraram prasada juntos neste lugar, e essa prasada foi distribuída a todos. Após a prasada, Mahaprabhu desapareceu.

Essa foi a misericórdia de Nityananda Prabhu e Caitanya Mahaprabhu para com Raghunatha dasa Gosvami, e, depois desse evento, desapareceram todos os obstáculos que estavam em seu caminho. Isso ocorreu porque Nityananda Prabhu havia lhe dito: ‘Você me deu tanta felicidade, então agora todos os seus problemas e obstáculos desaparecerão e em breve seu desejo de conhecer Caitanya Mahaprabhu será satisfeito’.

Após alguns dias, os pais de Raghunatha dasa Gosvami o viram e perceberam: “Oh, esse menino está apaixonado por Mahaprabhu!” Eles então o casaram com uma moça belíssima que poderia até mesmo ganhar o concurso de miss universo – mas ele não tinha nenhuma atração sequer por ela e intencionava deixá-la muito rapidamente.

Certo dia, por volta das quatro horas da manhã, Srila Yadunandana Acarya chegou à sua casa e lhe disse: “Meu pujari, o adorador das minhas deidades, não veio. Venha comigo para procura-lo”. Raghunatha dasa Gosvami respondeu: “Eu mesmo o trarei de volta. Você pode voltar para casa”.

O pai de Raghunatha dasa, sua mãe e todos os outros estavam pensando: “Ele está com Yadunandana Acarya, então ele não partirá”. E por pensarem assim, não haviam policiais nem guardas com ele. Raghunatha dasa foi para até a casa desse pujari e o enviou para Srila Yadunandana Acarya, e após, ele imediatamente partiu para Puri. Seria uma viagem de um mês pela floresta, a pé, mas ele fez isso em apenas doze dias. Ele quase não comia nada – apenas alguns muris e leite, nesses doze dias. Ele ficou magérrimo e enegrecido durante esse período, porque ele não se banhou nenhuma vez. Ele ficava na floresta dia e noite, e não caminhava por nenhuma estrada, pois se assim ele fizesse, seu pai o teria apanhado. E dessa forma, ele chegou em Puri.

Aqui há uma instrução importante. Queremos assobiar e gargalhar ao mesmo tempo, mas isso não é possível. Duas espadas não cabem no mesmo compartimento. Em outras palavras, não podemos ter gratificação dos sentidos e Bhakti ao mesmo tempo. Se você quer devoção verdadeira, tente seguir Srila Raghunath dasa Gosvami de forma autêntica. Caso contrário, você não poderá conquistá-la.

Retirado do site Pure Bhakti.

Jay Srila Raghunata dasa Gosvami!
Gaura Premanande! Haribol!