Krsna Vasanta-Rasa

Śrī Rāma-Navamī
25 de março de 2018
Calendário Vaisnava – Abril de 2018
5 de abril de 2018

Krsna Vasanta-Rasa

Dandavat pranamas! Nesta noite de Purnima, dia 31 de março de 2018, é o dia mais auspicioso em que celebramos a maravilhosa Vasanta-rasa, a dança das doçuras transcendentais de Sri Krsna! Todas as glórias a Radha Krsna!

Radhika não foi apaziguada, apesar de internamente desejar encontrar-se com Krsna. Ele já havia percebido que não funcionaria se enviasse um mensageiro. Então, o que fez em seguida? Ele mesmo se expandiu em Syamali Sakhi. Assumindo uma forma maravilhosa, Ela se aproximou das gopis com uma cesta de flores nas mãos e chamou com uma voz muito doce:

-Por prestar serviço a alguém, mitiga-se toda a aflição e fadiga. Ao fazer isso, elas ficarão muito felizes.

Neste momento, Radhika e as sakhis estavam sentindo infelicidade e cansaço. Ao ver Syamali, na verdade Radhika não reconheceu esta sakhi como sendo o próprio Krsna. Lalita, Visakha e as outras gopis também não O reconheceram. Quando Krsna assume outra forma, quem é capaz de reconhcê-Lo? Até mesmo quando um ator comum troca as suas roupas, não podemos reconhece-Lo. Com essa finalidade, Ele empregou a sua Yogamaya (potência ilusória) e, portanto, ninguém pode reconhece-Lo.

Syamali satisfez Radhika dando-lhe uma guirlanda de flores que emanava uma fragrância especial. Radhika pensou:

-De onde vem esta fragrância? Que aroma é esse? Sabendo que estava relacionado a Krsna, Ela ficou muito satisfeita. Syamali começou a dizer para Radhika:

-Neste mundo, não há ninguém tão bondoso, que tenha tantas qualidades maravilhosas, que demonstre respeito por todos, que seja tão grato e que seja perito nas sessenta e quatro artes como Krsna é. Não só em Vrindavana, mas em toda brahmanda não há ninguém igual a Ele. E você? Você tem tantas qualidades boas e é tão bela, que não deve cometer nenhuma ofensa contra Ele. Louvando Krsna desta maneira e elogiando Radhika, Syamali provou que Krsna não havia cometido nenhuma falta. Radhika foi acalmada completamente e por fim, para a sua maior felicidade, a arma final estava na Sua mão. Retornando a sua forma original, Ele disse a Radhika:

-Estou sentindo o fogo da separação e apenas o toque dos Seus pés pode me refrescar. Portanto, seja misericordiosa e decore a Minha cabeça com os Seus pés, pois ao fazer isso, você também ficará feliz.

Estando satisfeita, Radhika disse:

-Agora, faça-Me um favor. Minhas tornozeleiras de flores estão quebradas. Por favor, conserte-as. E a trança do Meu cabelo está desfeita. Por favor, refaça-a.

Vendo que Ele cumpriu todas as Suas ordens, Ela pensou:

-Ele obedeceu muito bem minhas instruções. Ele nunca ficará com outra gopi. Venha, vamos juntos dançar a rasa.

Nesta ocasião, a rasa-lila foi realizada no Candra-sarovara e é assim que a Vasanta-rasa é descrita no Gita-Govinda.

Apesar de não termos qualificação para nos dedicarmos a sravana e kirtana deste tema, tentamos resumidamente descrever esta rasa e os sentimentos amorosos que surgem com ela. Ao saboreá-la repetidamente, vejam em que condição Mahaprabhu ficou! Foi algo maravilhoso! Svarupa Damodara e Raya Ramananda costumavam descrevê-la para Ele. Sou apenas uma pessoa comum, cheia de anarthas (hábitos indesejáveis), mas onde quer que Svarupa Damodara e Raya Ramananda estejam descrevendo isso, o próprio Krsna, pleno de radha-bhava (sentimentos transcendentais de amor por Radha), estará lá como ouvinte na forma de Sri Caitanya Mahaprabhu e Ele receberá muita ananda (felicidade) por ouvi-la.

Assim, em silêncio, nos lembraremos desta Vasanta-rasa e, um dia, em nossos corações, surgirá uma avidez espiritual genuína e seremos capazes de servir a esta rasa diretamente.

Sri Srimad Bhaktivedanta Narayana Gosvami Maharaja.