Kartika: Um Voto para Satisfazer Sri Radha

Sri Vraja-Mandala Parikrama 2018
23 de outubro de 2018
As Glórias de Srila Bhakti Prajnana Kesava Maharaja
24 de outubro de 2018

Dandavat Pranamas! Todas as glórias a Sri Sri Guru e Gauranga! Respeitáveis leitores, por favor aceitem nossas humildes reverências. Em relação à observância do mês de Kartika em 2005, o parikrama de Mathura começou no dia 9 de outubro, e, naquela noite, Srila Narayana Maharaja deu uma pequena palestra de introdução para a celebração deste mês mais auspicioso de Kartika. Ele falou algumas frases em hindi, outras em inglês, indo de cá para lá para satisfazer sua grande audiência ocidental, oriental e indiana. A seguir, uma transcrição de suas frases em inglês e algumas de suas frases em hindi.

Por Tridandisvami Sri Srimad Bhaktivedanta Narayana Gosvami Maharaja
Palestra proferida em 09 de outubro de 2005, em Mathura, na Índia

Sri Sri Radha-Vinoda-Bihariji na Sri Kesavaji Gaudiya Matha, em Mathura

Srila Gurudeva

Pela misericórdia do Senhor Supremo, estamos reunidos aqui para observar Kartika-vrata (os votos que são seguidos no mês de Kartika), niyama-seva (as regras e regulamentos observados no mês de Kartika) e Urja-vrata.

Algumas pessoas começarão a seguir a partir do Ekadasi, outras no Dvadvasi, e algumas começarão no dia de Purnima. Em nossa linhagem, Srila Prabhupada Bhaktisiddhanta Sarasvati Gosvami Thakura costumava começar a seguir o mês de Kartika a partir de Purnima.

Certa vez, um certo Maharaja estava iniciando Kartika a partir do Dvadasi. Eu perguntei a ele: “Você é um discípulo de Srila Bhaktisiddhanta Sarasvati Thakura Prabhupada, então, que base você tem para começar seu Kartika-vrata no Dvadasi?” Ele respondeu: “Srila Sanatana Gosvami nos disse para fazê-lo”. “Srila Sanatana Gosvami falou sobre ambas as datas, mas você é um seguidor de Srila Prabhupada”. Ele não respondeu mais nada.

Meu Guru Maharaja e Srila Bhaktisiddhanta Sarasvati Thakura Prabhupada seguem dessa forma. Portanto, começamos a partir de Purnima e devemos seguir assim.

Neste mês, não comemos tomate, mel, berinjela, loki, parmal ou sementes de gergelim. Entretanto, penso que é mais importante fazer um voto para não termos nenhum desejo por gratificação dos sentidos. Nós devemos prometer que nossa mente não irá a lugar algum exceto para deixar Krishna feliz – satisfazer a Damodara. Além disso, devemos tentar seguir o que Srila Sanatana Gosvami disse em seu Hari-bhakti-vilasa a respeito deste mês, o que Srila Rupa Gosvami falou no Upadesamrta e o que Srila Raghunatha dasa Gosvami disse no Manah-siksa.

Urja significa poder. Srimati Radhika é  Urja-sakti, o poder de Krishna. Urja-vrata (vrata significa voto) significa Radha-vrata. Embora nós recitemos regularmente o Sri Damodara-astakam de manhã e à noite, devemos ter em mente que isto é Sri Radha-vrata, um voto para satisfazer a Sri Radha. Nós estamos assistindo às aulas – para agradar a Srimati Radhika. Tanto de manhã quanto à noite, cantaremos kirtanas para Radhika, e também visitaremos os locais de passatempos de Sri Sri Radha e Krishna – iremos a todos os lugares em Vraja Mandala.

Por que estamos fazendo o Vraja-Mandala Parikrama, a peregrinação na terra sagrada de Vrindavana? É porque Sri Krsna deu uma bênção a Narada Rsi que, se alguém meditasse nos passatempos do Senhor ou visitasse Seus lugares de passatempos no dhama (local) sagrado, esses mesmos passatempos se manifestariam no âmago do seu coração. O dhama tem tanto poder como Krishna: ele satisfará todos os desejos dos devotos.

Iremos ao Radha-kunda, Syama-kunda, Govardana, Bhandiravana, Bhandiravata, Varsana, Nandagaon, Visakha-kunda, Purnamasi ki Gufa, o lugar onde Srimati Radhika cantou Brahmara-gita em Uddhava-kyari, Ter-kadamba, Javat e Kokilavana. Nós também iremos para os três Carana-paharis; uma em Kamyavana, uma em Nandagaon e outra perto de Baithana. Também iremos ao Rasa-sthali (o local da dança da rasa de Krishna e as gopis) em Vrindavana e a tantos outros lugares. Vamos orar a Srimati Radhika em todos esses lugares.

Nós tentaremos desistir de tudo que for desfavorável ​​a Bhakti (devoção pelo Senhor) e nós aceitaremos muito fortemente o que é favorável a Bhakti.

Não se esforce por gratificação dos sentidos. Aqueles que querem felicidade material e uma vida de facilidades não devem continuar o parikrama. Às vezes a prasada (alimento oferecido ao Senhor) pode estar atrasada, outras pode ter somente kitchri (arroz e dahl misturados) e nada mais, e às vezes pode ser que haja tantos alimentos. Às vezes, pode ser que não haja banheiro, ar condicionado ou outras facilidades, e essa é a austeridade. Pode haver dificuldades, e essa é a austeridade. Faça o parikrama apenas para obter Bhakti.

Não brigue com ninguém. Especialmente, não faça do nosso parikrama um lugar para procurar um parceiro de casamento, mas esteja aqui apenas para Bhakti. Não pense: “Eu vim para encontrar um marido ou esposa”, pois isso me deixará muito chateado. Eu peço que algumas senhoras seniores guiem os outros peregrinos em seus grupos, e tomem qualquer resolução para que essa mentalidade seja interrompida, ao menos por um mês. As senhoras e os homens podem procurar seus parceiros de casamento em seus próprios países, mas não aqui.

Em relação às aulas noturnas, tenho falado sobre o Bhajana-rahasya nos meses de Kartika anteriores e cheguei ao sexto capítulo. Eu posso falar sobre isso e posso falar também sobre o Madhurya-kadambini. Nós também podemos falar sobre os lugares que iremos visitar.

Eu gostaria que os devotos viessem registrar seus nomes.

Jay Sri Kartika-vrata! Jay Sri Damodara-vrata!
Gaura Premanande! Haribol!

Retirado do site Pure Bhakti