Sri Ritudvipa

Sri Jahnudvipa
1 de outubro de 2014
Sri Koladvipa
1 de outubro de 2014

Sri Ritudvipa

Desenhos-01

As Glórias de Ritudvipa

1

Aqui, todas as árvores permanecem curvadas. A brisa sopra suavemente, e belas flores desabrocham em todas as direções.

Desenhos-03“L ogo, eles chegaram em Ratupura. Vendo a beleza desta aldeia, Sri Nityananda Prabhu disse: “Agora, nós chegamos na supremamente atrativa Rtudvipa.(4)

“Aqui, todas as árvores permanecem curvadas. A brisa sopra suavemente, e belas flores desabrocham em todas as direções. O zumbido das abelhas e a requintada fragrância das flores intoxica a mente dos viajantes que vão e vêm nesse caminho.”(5)

Sri Nityananda Prabhu ficou completamente absorto em emoções extáticas e começou a falar como um homem louco: “Rápido, traga Meu singa (um instrumento feito de chifre)! Os bezerros estão indo para longe. Kanai (Krsna) está dormindo ainda em casa. O menino Krsna ainda não veio. (6)

2

Parikrama em Rtudvipa

“Subal, onde está você!? Sridama, onde está você !? Eu não posso ir sozinho pastorear as vacas”. Gritando alto “Kanai, Kanai!” O extremamente poderoso Sri Nityananda Prabhu começou a saltar bem alto no ar.(7)

“Vendo as Suas emoções extáticas, os devotos imediatamente fizeram uma observação aos Seus pés de lótus: “Oh Nityananda Prabhu, Seu irmão Sri Gauracandra não está aqui neste momento.(8)

“Este Sri Gaurahari agora recebeu sannyasa e foi para Nilacala, deixando-nos aqui como mendicantes”. Ouvindo isso, Sri Nityananda Prabhu ficou triste e começou a chorar e rolar no chão. (9)

“Sri Nityananda Prabhu disse: ” Para qual desafortunado propósito Meu irmão Kanai (Sri Gaurahari) deixou-nos todos, recebendo sannyasa e foi para Nilacala? Sem Ele, Eu não permanecerei vivo; Eu saltarei no Yamuna”. Dizendo isso, Ele caiu no chão inconsciente. (10)

A belíssima Deidade azul de Sri Krsna no topo de Giri Govardhana, em Ritudvipa.

A belíssima Deidade azul de Sri Krsna no topo de Giri Govardhana, em Ritudvipa.

“Percebendo as poderosas emoções extáticas de Sri Nityananda Prabhu, todos começaram a fazer harinama- sankirtana. Quando viram que Sri Nityananda Prabhu não despertava, mesmo após quatro dandas (1hora e 36 minutos), todos os devotos começaram a cantar o nome de Sri Gaura. (11)

A manifestação de Giri- Govardhana em Navadvipa dhama

A manifestação de Giri- Govardhana em Navadvipa dhama

Ouvindo o nome de Gaurahari, Sri Nityananda levantou-se e disse:  “Este é o Sri Radha- kunda. Sri Gaurahari costumava realizar kirtana aqui à tardinha com Seus devotos.(12)

“Veja a beleza de Syama- kunda, que atrai a mente das pessoas por todo o universo. Em muitos locais próximos estão os bosques das sakhis. Sri Gaurahari costumava vir aqui ao meio- dia. Absorto em cantar os santos nomes, Ele dava alegria a todos ao distribuir prema(amor divino)! (13)

Árvore Kadamba no Sri Radha-kunda, Ritudvipa

Árvore Kadamba no Sri Radha-kunda, Ritudvipa

“Oh irmão, não existe nenhum lugar como esse nos três mundos. Aqui, devotos adoram o Supremo Senhor. Uma pessoa que reside aqui obtém o tesouro de prema e seu coração é então abrandado”.(14)

Naquele dia, todos os devotos permaneceram naquele lugar, continuamente cantando o nome de Sri Gauranga Mahaprabu e ficaram submersos em prema, no divino amor do Senhor. Eles passaram o dia e noite inteiros em Rtudvipa, adorando Sri Caitanyacandra. (15)

No dia seguinte, Sri Nityananda Prabhu chegou em Vidyanagara, dançando por todo o caminho. Quando os devotos viram a beleza de Vidyanagara, que atrai até mesmo as mentes dos santos, todos eles experimentaram o desabrochar de indescritível júbilo! (16)

Os pés de lótus de Sri Nityananda Prabhu e Sri Jahnava- devi são o único tesouro deste destituído Bhaktivinoda. Segurando os pés de lótus dos devotos, Ele canta as glórias de Nadiya, e implora apenas para ter a riqueza de Sri Krsna- bhakti.(17)

Jay Sri Rtudvipa!!!
Jay Sri Radha- kunda!!! Jay Sri Syama- kunda!!!

Srila Bhaktivinoda Thakura- Sri Navadvipa-dhama-mahatmya

Radha- Kunda, o local mais sagrado do universo manifesto em Navadvipa dhama

Radha- Kunda, o local mais sagrado do universo manifesto em Navadvipa dhama