Sri Simantadvipa

Sri Godrumadvipa
1 de outubro de 2014
Sri Antardvipa
1 de outubro de 2014

Sri Simantadvipa

Desenhos-01

As Glórias de Simantadvipa

Siva instruíndo sua esposa Parvati

Siva instruíndo sua esposa Parvati

Desenhos-03“V endo a aldeia de Simuliya, Sri Nityananda Prabhu disse a Sri Jiva: “Saiba que, com certeza, este lugar é Simantadvipa”. (40)

“Todas as grandes personalidades santas dizem que Simantadvipa está situada às margens do sul da Ganga, na fronteira de Navadvipa”.(41)

“Com o passar do tempo, essa ilha será inundada por Ganga, e apenas restará um local sagrado, Simulya”. (42)

“Pessoas materialistas realizarão adorações à Parvati aqui, chamando- a de Simuli. Eu contarei a você uma história ( a respeito de Parvati- devi residindo aqui). Você deve ouvir”.(43)

“Uma vez, durante Satya Yuga, Mahadeva (Siva) estava dançando por um longo tempo, proferindo o nome de Sri Gauranga”. (44)

“Vendo o Senhor dançando, Parvati perguntou: “Por favor, diga-me algo sobre Gauranga- deva, cujo o nome você está cantando”.(45)

“Meu coração está derretendo ao ver a sua dança impressionante e ouvir o nome de Sri Gauranga emanar de sua boca”.(46)

“Qualquer coisa que eu tenha ouvido até o dia de hoje sobre mantras e tantra não fazem nenhum sentido, senão aborrecimento para as entidades vivas. Portanto, Oh Senhor, por favor fale-me sobre Sri Gauranga para que eu possa também engajar-me em adoração a ele, e então tornar-me realmente viva”.(47-48) (Siva e Parvati)

Parikrama em Simantadvipa

Parikrama em Simantadvipa

“Ouvindo as palavras de Parvati, Pasupati Siva lembrou-se de Sri Gauranga e disse: ‘ Oh Parvati, você é a potência original, uma porção de Sri Radha. Eu falarei a você sobre esta mais elevada verdade”. (49- 50)

“Recebendo o humor intrínseco e brilho corpóreo de Srimati Radha, Sri Krsna aparecerá nesta Kali- yuga em Mayapura, vindo do ventre de Sri Saci-devi”. (51)

“Estando ele mesmo absorto em sankirtana, Mahaprabu Sri Gaurahari distribuirá a jóia preciosa de prema ao público, sem considerar se o recipiente é qualificado ou não”. (52)

“Desafortunados aqueles seres vivos que não se afogarem neste fluxo de prema. Oh Devi, será realmente inútil para eles manter suas vidas “. (53)

“Eu fiquei saturado de prema ao lembrar-me da promessa de Sriman Mahaprabu e minha mente perdeu a paciência. Portanto, eu deixei Kasi”. (54)

“Eu viverei em uma cabana na beira de Jahnavi (Ganga) às margens de Mayapura, e eu adorarei Sri Gauranga Mahaprabu”.(55)

“Ouvindo as palavras de Sri Sankara de cabelos emaranhados, a bela Sri Parvati- devi rapidamente veio para Simantadvipa”. (56)

“Ela (Parvati) começou a lembrar-se constantemente da forma de Sri Gauranga Mahaprabu. cantando o nome de Gaura, ela submergiu-se em prema e não era capaz de manter-se calma (devido a não obter o seu dársana)”. (57)

“Após alguns dias, Sri Gauracandra,por pura misericórdia, apareceu junto com seus associados para dar Seu dársana a Sri Parvati”. (58)

“O brilho de Sriman Mahaprabu era exatamente como o ouro derretido e Ele era alto em sua estatura. Sua face estava embelezada com seus cabelos cacheados, e todos os seus membros eram extremamente atraentes! Ele vestia um dhoti de três dobras, e uma guirlanda feita de extraordinárias flores adornadas em sua nuca”. (59-60)

“Sri Gauraraya falou com a voz embargada de prema: “Oh Parvati, diga-me, por que você veio aqui?” (61)

Siva e Parvati com Sri Caitanya Mahaprabhu

Siva e Parvati com Sri Caitanya Mahaprabhu

“Parvati-devi caiu aos pés de lótus de Sri Gauranga Mahaprabu, o Senhor do universo, incapaz de permanecer calma enquanto explicava sua tristeza”. (62)

“Sri Parvati-devi disse: ´Oh Mestre, Oh Senhor do universo, Oh vida dos residentes do mundo, por que você está me iludindo, e no entanto sendo misericordioso com todos os outros?” (63)

“Oh libertador das almas caídas, Você tem me designado a punir as entidades vivas aversas a Você”. (64)

“Por que eu estou sempre ocupada com tais deveres, Eu estou privada de Seu ilimitado prema”. (65)

“Todos proclamam que esta maya, ou ilusão, não pode existir onde Krsna está presente. Se isso é verdade, eu sempre permanecerei aversa a você. Como então eu contemplarei Seus passatempos eternos?Se você não me der uma solução, eu me tornarei desesperançosa”. (66- 67)

“Dizendo isso, a casta Sri Parvati- devi, sentindo profunda angústia, colocou a poeira dos pés de lótus de Sri Gauranga Mahaprabu na divisão do seu cabelo (simanta). A partir daquele momento, este lugar vem sido conhecido como Simantadvipa. Algumas pessoas ignorantes começaram a chamar esse lugar de Simuliya”. (68-69)

“Sri Gauranga- candra ficou satisfeito ao ouvir as preces de Sri Parvati-devi. Ele disse: ” Oh Parvati, ouça atentamente minhas palavras.” (70)

“Oh suprema deusa (Sarvésvari), como minha potência, você não está separada de mim. Eu tenho apenas uma potência, que tem duas formas”. (71)

“Como a potência interna (svarupa- sakti) você é minha amada Sri Radha, e externamente (para o propósito de executar atividades do mundo material) Sri Radha expandiu-se como você”.(72)

“Meus passatempos não podem ocorrer sem você. Certamente em Meus passatempos, você atua como Yogamaya”. (73)

“Você reside eternamente em Vraja como Paurnamasi e em Navadvipa como Praudhamaya, junto com o Senhor Siva, o protetor do dhama.”(74)

“Dizendo isso, Sri Gauranga Mahaprabu desapareceu e Parvati-devi se tornou absorta em Prema…”(75)

“Profundamente absorta em amor por Sri Gaura (gaura-prema), Parvati reside aqui como Simatini-devi e em Mayapura como Praudhamaya.”(76)

Jay Sri Simatadvipa ki! Jay!

Srila Bhaktivinoda Thakura- Sri Navadvipa-dhama-mahatmya

Kolavecha, Simantadvipa

Kolavecha, Simantadvipa