Srila Sacidananda Bhaktivinoda Thakura

Srila Gaura Kisora Dasa Babaji Maharaja
21 de setembro de 2014
Srila Jagannatha Dasa Babaji Maharaja
21 de setembro de 2014

Srila Sacidananda Bhaktivinoda Thakura

Desenhos-01

Srila Bhaktivinoda Thakura como Magistrado da Corte Judicial

Srila Bhaktivinoda Thakura como Magistrado da Corte Judicial

Desenhos-02S ri Sacidananda Bhaktivinoda Thakura apareceu no ano de 1838, em uma família abastarda do distrito de Nadia, Bengala Ocidental. Ele revelou ser um associado eterno de Sri Caitanya Mahaprabhu através de suas extraordinárias atividades de pregação e magníficos escritos. Vivendo como um maha-bhagavata (santo elevado) Vaisnava, permaneceu no ashram de grhasta (chefe de família) até os últimos anos de sua vida, período em que veio a renunciar tudo, e logo após entrou em samadhi (abandonou o corpo), profundamente absorto no serviço amoroso a Gaura- Gadadara e Radha-Madhava.

Seu filho querido, Srila Bhaktisiddhanta Sarasvati Thakura

Seu filho querido, Srila Bhaktisiddhanta Sarasvati Thakura

Apesar de tantas responsabilidades, ele servia a causa de Krisna com uma energia extraordinária! Enquanto trabalhava para reformar o Gaudiya Vaisnavismo na India, ele orava ao Senhor Caitanya: “Seus ensinamentos foram muito depreciados e não tenho poder para restaurá-los.” Dessa forma, ele orava por um filho para ajudá-lo em sua missão de pregação. Quando, em 06 de fevereiro de 1874, Bhaktisiddhanta Sarasvati nasceu de Bhaktivinoda e Bhagavati Devi em Jagannatha Puri, os Vaisnavas consideraram que esta era a resposta às orações de seu pai.

“Ele tinha uma posição governamental de responsabilidade como magistrado distrital (juiz da corte elevada), mantinha uma família consciente de Krisna, e escreveu quase cem livros sobre a consciência de Krisna. Ao mesmo tempo, servia o Senhor Supremo de tantas maneiras. Essa é a beleza de sua vida! Depois de um dia cheio de serviço governamental, ele dormia quatro horas, levantava-se à meia-noite e escrevia até de manhã. Esse era o seu programa diário. ” (Srila Prabhupada)

Srila Bhaktivinoda, que tinha todas as qualidades divinas puras, assume o papel de uma alma condicionada para nos ensinar como avançar.

Srila Bhaktivinoda, que tinha todas as qualidades divinas puras, assume o papel de uma alma condicionada para nos ensinar como avançar.

“O Thakura era sempre corajoso e agia para o bem- estar de todos. Mantendo as necessidades pessoais ao mínimo, levava a mais simples das vidas”, disse um pandita. No texto seguinte ao Saranagati, Srila Bhaktivinoda, que tinha todas as qualidades divinas puras, assume o papel de uma alma condicionada para nos ensinar como avançar na consciência de Krisna:

Seu mestre espiritual, Srila Jagannatha Das Babaji

Seu mestre espiritual, Srila Jagannatha Das Babaji

“Vocês devem absorver suas mentes constantemente, cantando atentamente as glórias de Krisna. Por realizar kirtana para Krisna, haverão de obter o domínio sobre a mente. Abandonem todo falso orgulho. Sempre pensem em si como sem valor, destituídos, mais baixos e mais humildes que a palha na rua, que é pisada por todos . Pratiquem o perdão como o da árvore, que ao ser agredida, continua cedendo carinhosamente seus frutos e sombra. Abandonando toda a violência para com outros seres vivos, vocês devem cuidar deles. No decorrer de suas vidas, nunca causem ansiedade aos outros. Do contrário, façam o bem, façam-os felizes, e esqueçam sua própria felicidade.”

Ele tinha uma posição governamental de responsabilidade como magistrado distrital (juiz da corte elevada).

Ele tinha uma posição governamental de responsabilidade como magistrado distrital (juiz da corte elevada).

“Assim, quando se tornarem almas piedosas por possuírem todas as boas qualidades, devem abandonar todos os desejos por fama e honra. Apenas tornem seus corações humildes. Sabendo que o Senhor Sri Krisna vive dentro de todos os seres vivos, vocês devem respeitar e honrar a todos em todas as ocasiões. Vocês obterão virtude sendo humildes, misericordiosos, respeitando os outros e renunciando a desejos por fama e honra. Em tal estado, vocês devem cantar as glórias do Senhor Supremo.”

Abandonem todo falso orgulho. Sempre pensem em si como sem valor, destituídos, mais baixos e mais humildes que a palha na rua

Abandonem todo falso orgulho. Sempre pensem em si como sem valor, destituídos, mais baixos e mais humildes que a palha na rua

Em profunda lamentação, Bhaktivinoda oferecia esta oração aos pés de lótus de o Senhor: “0 Senhor, quando me darás tais qualidades como essas?” Sempre ansioso por utilizar cada momento no serviço amoroso a Krisna, ele seguia uma estrita programação diária:

20-22h. Descanso
22-04h. Escrever
04-4:30. Descanso
04:30-7h. Cantar Japa
07-7:30h. Correspondência
07:30-9:30h. Estudar sastras
09:30-10h. Banho, prasada( meio litro de leite, frutas, 2 chapatis)
10-13h. Deveres da corte judicial
13-14h. Refrescar-se me casa
14-17h. Deveres da corte judicial
17-19h. Traduzir sastras do sânscrito para Bengali
19-20h. Banho, prasada (meio litro de leite, arroz, 2 chapatis)

Vocês obterão virtude sendo humildes, misericordiosos, respeitando os outros e renunciando a desejos por fama e honra

Vocês obterão virtude sendo humildes, misericordiosos, respeitando os outros e renunciando a desejos por fama e honra

 

Seu Bhajana kutira - Svananda Sukhada Kunja, em Godrumadvipa

Seu Bhajana kutira – Svananda Sukhada Kunja, em Godrumadvipa

Sumário da rotina diária:
Dormir 3h
Escrever 8.5h
Japa e estudo 4.5h
Trabalho 6h

Srinivasa Acarya glorifica os seis Gosvamis de Vrindavana: “nana-shatra-vicaranaika-nipunau sad-dharma samsthkapau, lokanam hita karinau.” “Os seis Goswamis estudavam profundamente todos os sastras a fim de estabelecer princípios religiosos eternos para o benefício de todos.” Similarmente, Thakura Bhaktivinoda contribuiu ilimitadamente com sua pregação, a fim de ajudar a humanidade. Por isso ele é conhecido como o “Sétimo Gosvami”.

Biógrafos listam as três maiores realizações da pregação de Srila Bhaktivinoda Thakura:
1) Escreveu 100 livros espirituais autorizados
2) Descobriu o lugar de aparecimento do Senhor Caitanya
3) Introduziu inovações na pregação

Srila Bhaktivinoda Thakura- Ele é conhecido como o Sétimo Gosvami

Srila Bhaktivinoda Thakura- Ele é conhecido como o Sétimo Gosvami

Além de ter escrito livros (em bengali, oriya e inglês) reavivando e elucidando a mensagem de Mahaprabhu, ele escreveu centenas de poemas e canções repletas de sentimento espiritual e siddhanta (conclusões filosóficas) dos sastras (escrituras sagradas).

“Seus escritos tornaram os sagrados ensinamentos de Sri Caitanya Mahaprabhu plenamente disponíveis a cada leitor moderno. E são apresentados de forma a oferecer irresistível convicção e devoção,” disse um discípulo de Thakura Bhaktivinoda.

Sri Krisna Samhita, Kalyana Kalpa-taru, Sri Chaitanya-sikshamrta, Sri Navadvipa-dhama Mahatmyam, Jaiva Dharma, Sri Harinama-cintamani, Bhajana-rahasya, Gita-mala, Gitavali, Saranagati, e comentários sobre o Bhagavad-gita e Caitanya-caritamrta são algumas de suas obras. As seguinte citação vem do Gitavali de Thakura Bhaktivinoda:

Srila Bhaktivinoda Thakura

Srila Bhaktivinoda Thakura

“Aquele que falhou em adorar cuidadosamente os pés de lótus de Srimati Radhika, que são a morada de toda auspiciosidade; aquele que não se refugiou na transcendental morada de Vrindavana, que é decorada com a flor de lótus chamada “Radha”; aquele que nesta vida não se associou com os devotos de Radhika, que são cheios de sabedoria e amor por Ela; como uma pessoa assim sentirá algum êxtase ao banhar-se no oceano das sublimes doçuras do Senhor Syamasundara?”

Por favor, compreendam isso muito atentamente. Srimati Radhika é a mestra de madhurya- rasa (doçuras do amor conjugal). O madhurya-prema de Radha Madava destina-se a ser discutido e meditado. Aquele que adora os pés de lótus de Srimati Radharani obtém os pés de lótus de Madhava, que são joias de valor inestimável! Sem refugiar-se nos pés de lótus de Radha não se pode encontrar Krisna. As escrituras védicas declaram que Krisna é a propriedade das servas de Sri Radha. Deixem esposa, filhos, amigos, riqueza, seguidores, conhecimento especulativo, todas ações materialistas. Absorvam-se apenas na doçura de servir os pés de lótus de Srimati Radharani. Está é a solene declaração de Bhaktivinoda.

Em 1888, Srila Bhaktivinoda Thakura revelou Sridhama Mayapur

Em 1888, Srila Bhaktivinoda Thakura revelou Sridhama Mayapur

Durante os últimos quinhentos anos, o local de origem do aparecimento do Senhor Caitanya havia desaparecido sob o indomável Rio Ganges. Em 1888, Srila Bhaktivinoda Thakura revelou Sridhama Mayapur. Sri Jagannatha Das Babaji Maharaja, um famoso santo vaisnava, confirmou a descoberta de Bhaktivinoda. Este evento muito auspicioso trouxe muita alegria aos Gaudiya Vaisnavas desde Gaura-mandala até Vraja-Bhumi! Ele estabeleceu a adoração ao Senhor Gauranga e Srimati Visnupriya no Yogapitha.

No humor da inovação, em 1986 ele enviou às universidades do mundo inteiro um livro de slokas, Sri Gauranga-lila Smarana, que continha uma introdução de quarenta e sete páginas em inglês: “Sri Caitanya Mahaprabhu: Sua Vida e Preceitos.” Esta iniciativa surgiu de um profundo desejo de espalhar os ensinamentos do Senhor Caitanya nos países ocidentais.

Vista do seu bhajana kutira- samadhi de Srila Prabhupada

Vista do seu bhajana kutira- samadhi de Srila Prabhupada

Bhaktivinoda Thakura fez três previsões concernentes a uma pessoa e um fenômeno: “Brevemente surgirá uma pessoa” escreveu ele, “que viajará o mundo todo para espalhar os ensinamentos do Senhor Caitanya.”

Sua segunda previsão: “Em breve, o cantar de Hari Nama sankirtana irá se espalhar pelo mundo inteiro. Oh, quando virá o dia que as pessoas da América, Inglaterra, França, Alemanha, Rússia, tocarão kartalas e mrdangas e cantarão Hare Krisna em suas cidades?”

A terceira previsão: “Quando virá esse dia que estrangeiros de pele clara virão para Mayapura-dhama e juntar-se-ão aos Vaisnavas Bengalis para cantar “Jaya Sacinandana, Jay Sacinandana”? Quando chegará esse dia?”

Sri Gaura Gadadara- as deidades adoradas por Srila Bhaktivinoda Thakura em sua casa

Sri Gaura Gadadara- as deidades adoradas por Srila Bhaktivinoda Thakura em sua casa

Srila Prabhupada disse que era espiritualmente significante que ele próprio tivesse aparecido em 1896, o mesmo ano em que Bhaktivinoda Thakura enviou seus livros além-mar. Pela vontade do Senhor Caitanya, o desejo se Srila Bhaktivinoda Thakura, e a misericórdia de Srila Sarasvati Thakura, Srila Bhaktivedanta Swami Prabhupada foi empoderado para espalhar os ensinamentos de Sri Caitanya e o cantar de Hare Krsna pelo mundo inteiro! Prabhupada realizou as três previsões do Thakura!

Cerimônia de samadhi de Srila Bhaktivinoda Thakura

Cerimônia de samadhi de Srila Bhaktivinoda Thakura

Isento de orgulho, cheio de humildade, radiante de amor puro por Radha Govinda, Srila Prabhupada deu todo crédito aos acaryas anteriores: “Devemos aceitar que Bhaktivinoda Thakura foi a origem do movimento para a Consciência de Krsna em sua forma pura!”

Em 1986, apenas cem anos após a terceira previsão de Bhaktivinoda Thakura, “três mil devotos de pele clara” da América, Inglaterra, França, Alemanha, Rússia e cinquenta outros países, se reuniram na ISKCON Mayapura Chandrodaya Mandir em Sridham Mayapur. Eles se juntaram a mil “Vaisnavas bengalis” para embalar o universo cantando: “Jay Sacinandana, Jay Sacinandana, Gaura-Hari!”

Em 1914, no tirobhava tithi (dia do desaparecimento) de Srila Gadadhara Pandita (a encarnação de Sri Radha), Thakura Bhaktivinoda entrou nos passatempos eternos de Gaura-Gadadhara e Radha-Madhava. Hoje, em Godrumadvipa (Navadvipa), Sri Sri Gaura-Gadadhara, as deidades de Thakura Bhaktivinoda, aguardam para abençoar quaisquer visitantes que venham ao Svananda-sukhada-kunja, seu bhajana kutira. Na nitya-vraja lila de Radha-Madhava, Bhaktivinoda Thakura tem a forma de Kamala Manjari para servir Srimati Radharani. Seu samadhi fica localizado em seu bhajana kutira.

Jay Srila Saccidananda Bhaktivinoda Thakura Ki! Jay!

Samadhi de Srila Bhaktivinoda Thakura no Svananda Sukhada Kunja

Samadhi de Srila Bhaktivinoda Thakura no Svananda Sukhada Kunja